GuidePedia


Maior campeão da história da Libertadores, com sete títulos, o Independiente tem um orçamento modesto quando comparado ao do Flamengo, seu rival na decisão da Copa Sul-Americana, que começa nesta quarta-feira, às 21h45, na Argentina.

Os números estão em documentos oficiais dos clubes: contando o período entre julho de 2017 a junho de 2018 no caso do time argentino e para todo 2017 no caso da agremiação carioca.

Em seu orçamento, o Independiente espera faturar o equivalente a R$ 166 milhões para toda temporada. Por direitos de transmissões, o clube vai receber uma migalha quando comparado com o valor que grandes clubes brasileiros recebem: apenas R$ 13,8 milhões. Maior é a fatia dos patrocínios: R$ 28,8 milhões. Mas é vendendo jogadores que o time da grande Buenos Aires espera suas maiores receitas: R$ 49,5 milhões.

Os ganhos do time argentino em 12 meses equivalem a apenas um quarto do que o Flamengo espera faturar em 2017. Mais rico clube brasileiro, o time da Gávea tem estimativa de receitas de R$ 633 milhões.  Só com direitos de TV a projeção é de ganhar R$ 200 milhões. Outros R$ 76 milhões são esperados por patrocínios.

Com muito menos dinheiro no caixa, o Independiente tem gastos bem mais modestos do que o Flamengo com seu futebol. Para a temporada 2017/2018, o clube estima gastar, incluindo com a base, R$ 72 milhões. Com salários, a estimativa é de investimento de R$ 22,9 milhões.

Em demonstração de contas do clube entre janeiro e setembro deste ano, o Flamengo afirma ter gastado R$ 265 milhões com seu futebol, sendo que R$ 157 milhões em salários. 

Ou seja: o Independiente espera gastar pouco menos de R$ 2 milhões em salários com seu futebol, enquanto o Flamengo gastou R$ 17 milhões mensalmente, na média, entre janeiro e setembro.

Depois da partida de ida, os dois clubes fazem o confronto final pela Sul-Americana no dia 13, no Maracanã.

Fonte: Espn

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub



 
Top