GuidePedia


Antes de se encaminharem para o ônibus que levaria a delegação do Ninho do Urubu ao aeroporto para viajar para Barranquilla, jogadores e profissionais do Flamengo se despediram dos que ficaram no Rio sem a certeza de que voltariam a ser ver em 2018. O clima de fim de ciclo antecede a semifinal desta quinta-feira, às 22h30, contra o Junior Barranquilla, pela vaga na final da Copa Sul-Americana contra o Independiente, da Argentina.

A vantagem do empate é do Flamengo, que será eliminado em caso de derrota por 1 a 0 ou por qualquer placar superior a 2 a 1 — o mesmo do jogo de ida, que resultaria em penalidades. No gol rubro-negro, César treinou e deve substituir Alex Muralha.

As mudanças para a próxima temporada já estão no planejamento para serem executadas. O grau de intervenção no futebol do clube é que será determinado pelo desempenho dos últimos jogos. A presença na final e um eventual título aliviaria as cobranças e preservaria boa parte da estrutura, com saída apenas de alguns jogadores. A queda e a possível não classificação para a Libertadores, até via Brasileiro, aumentaria a exigência no clube por uma mudança de comando geral.

Enquanto o presidente Eduardo Bandeira de Mello foi à Colômbia com o diretor-geral Fred Luz e o diretor executivo Rodrigo Caetano, o vice de futebol Ricardo Lomba e os demais vice-presidentes sequer viajaram, engajados nos planos para 2018. Alguns inclusive ameaçam deixar os cargos se não houver mudanças. Hoje, a principal delas seria a saída de Rodrigo Caetano, que traria desdobramentos na troca de outros profissionais e na liberação de mais atletas do que o normal.

Fonte: Extra Globo

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub



 
Top