GuidePedia


As confusões na entrada de torcedores do Flamengo antes da segunda partida da semifinal da Copa do Brasil, contra o Botafogo, serviu de alerta para o Grupo Especial de Policiamento em Estádios (Gepe). Para evitar novos problemas nesta quinta-feira, antes da primeira final, contra o Cruzeiro, às 21h45 (de Brasília), a polícia fará cordões de isolamento nos arredores do Maracanã.

No último dia 23, durante a entrada da torcida rubro-negra, alguns torcedores empurraram as grades das filas, e a Polícia Militar teve de agir. Iniciaram-se, então, confusões nos portões D, E e F do Maracanã, que chegaram a ser fechados por alguns minutos. Houve relatos de pessoas que entraram no estádio sem ingresso.

O Gepe chegou à conclusão de que a melhor solução é permitir apenas que torcedores com bilhetes se aproximem do Maracanã, porque entende que as confusões são causadas por quem não tem entrada. Como na Copa do Mundo, por exemplo, mas em moldes menores, o Grupo Especial de Policiamento em Estádios vai isolar o palco da primeira partida da final da Copa do Brasil.

- Nossa maior preocupação é com a parte da torcida do Flamengo que não conseguiu comprar ingresso ou comprou ingresso de cambistas, até sócios que não conseguiram reservar, mas insistem em ir prara o jogo com a carteirinha não recarregada. Diferentemente do que foi feito no jogo contra o Botafogo, vai ser realizado bloqueio de acesso ao estádio para verificarmos os cartões - explicou o Major Silvio Luiz.

O efetivo, não revelado, será aumentado em relação ao que esteve na partida contra o Botafogo - justamente por causa dos cordões de isolamento. Como torcidas de Flamengo e Cruzeiro são "amigas", o temor do Gepe são as confusões por causa de ingresso.

- Nosso maior problema, na verdade, é o próprio comportamento do torcedor de tentar burlar as fiscalizações e as orientações - completou o Major.

No Nilton Santos, antes do primeiro jogo da semifinal, parte da torcida do Flamengo, visitante, também teve problemas para entrar. Perto do início do jogo, alguns torcedores empurraram as grades, e a revista foi paralisada por causa da confusão. A Polícia Militar utilizou bomba, gás de pimenta e bala de borracha.

Vale lembrar que todos os ingressos para o jogo estão esgotados, das torcidas do Flamengo e do Cruzeiro.

Fonte: GE

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub



 
Top