GuidePedia


Ainda não foi dessa vez que as diretorias de Botafogo e Flamengo falaram a mesma língua. Após reunião na tarde desta segunda-feira, na sede da Ferj, a diretoria alvinegra deixou o local reclamando da postura do adversário. Os poucos pontos de venda e o valor dos ingressos para o jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil, nesta quarta, no Maracanã foram os principais pontos de discórdia.

- O que se vê, apesar de toda boa vontade do Botafogo no último jogo para se desfazer das tensões, é que infelizmente nosso adversário prefere uma escalada de tensões. O fato de criar dificuldades para o torcedor do Botafogo demonstra um pensamento pequeno, limitado e tacanho, que nada tem a ver com o futebol profissional – reclamou o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, que não acredita em retaliação do Flamengo por conta da demora para disponibilizar ingressos aos visitantes na semana passada.

O vice-presidente de administração do Flamengo, Rafael Strauch, alegou que o Botafogo não comprou sua carga de ingressos e, por isso, o Rubro-Negro está operando o sistema de vendas para os visitantes.

- O Botafogo poderia ter feito da mesma forma que o Flamengo fez: comprando a carga do adversário. Ao contrário do Botafogo, respeitamos prazos legais de 72h, coisas que eles não fizeram. Vamos prezar pela segurança de todos ao máximo, tanto da torcida do Flamengo quanto do Botafogo. A gente combinou com eles exatamente nos locais onde eles haviam pedido, eles querem mudar em cima da hora - disse o dirigente.

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub



 
Top