GuidePedia


Na véspera do duelo decisivo contra o Botafogo, pelo jogo da volta da semifinal da Copa do Brasil, o técnico rubro-negro Reinaldo Rueda falou com a imprensa após atividade no Ninho do Urubu. E logo de cara comentou a situação de Paolo Guerrero, lesionado desde a derrota por 3 a 2 para o Santos pelo Campeonato Brasileiro, no dia 2 de agosto.

Apenas no dia do jogo, após avaliação no Ninho do Urubu, o clube terá uma definição se o peruano, que ainda se recupera de uma lesão de grau 2 na coxa direita, vai ou não poder entrar em campo.

- Paolo ontem fez primeiro um trabalho com fisioterapeuta e preparador físico e deu uma reposta muito boa. Hoje também está com mais estímulo, mas o departamento médico não definiu. Amanhã faremos uma última avaliação para saber se podemos contar com ele.

- É importante não forçar. Ele tem muita motivação. É uma decisão para avaliar quanto tempo pode estar no campo. De acordo com rendimento, com o jogo. Se inicia ou com quantos minutos pode entrar. Vamos considerar isso. Mas é difícil determinar quanto tempo. Vai ser um jogo intenso e vai ser determinante a intensidade que se joga para ter o tempo de participação - disse Rueda.

O técnico colombiano ainda afirmou que a situação do camisa 9 vai definir a estratégia de como utilizá-lo, caso seja possível.

- Sempre pensamos nessas situação. Eu penso que é melhor iniciar, porque se tem dificuldade, pode mudar. As duas opções são boas, esperar também o rival estar desgastado. Tudo vai depender de como estará amanhã para determinar se começa ou o que fazemos com ele.

Flamengo e Botafogo se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h45, no Maracanã. Quem vencer avança à final, e qualquer empate com gols é favorável aos alvinegros. Em caso de 0 a 0, a disputa vai para os pênaltis. Você acompanha tudo em tempo real no GloboEsporte.com a partir das 15h.

Veja outras respostas de Reinaldo Rueda:

Pouco tempo de trabalho
- É difícil, estamos contra o relógio e alguns jogadores tiveram que atuar no fim de semana. Ontem fizemos um trabalho misto, não participaram todos. Não tivemos uma semana muito intensa. Graças a Deus, com boa resposta do grupo, bom trabalho e disposição mental. Mas não fizemos o que queríamos exatamente para um momento como esse.

Sobre Botafogo
- É um adversário maduro e em bom momento. Está muito focado e obediente taticamente. Eles têm como fazer os dois fácil, ou sair para buscar o jogo ou esperar e sair fortes no contra-ataque. Temos que jogar, porque eles podem apresentar as duas opções.

Vinicius Júnior
- Fez um bom jogo, vai melhorar, crescer, tem méritos para ser titular. É uma avaliação para se fazer e tomar. Sempre buscando o melhor para ele e para a equipe.

Lateral esquerda
- São situações que estamos avaliando. Rafael (Vaz) fez um bom primeiro tempo, mas sentiu a ausência de ritmo, por isso Renê voltou e, infelizmente, saiu machucado. É uma situação a definir se saímos com Trauco e outra vez Pará.

Conca
- Conhecemos a trajetória, inteligência e qualidade. Mas, não está na plenitude de recuperação. A ideia é estimulá-lo e recuperá-lo, para potencializar seu talento. Durante os treinos, sofre um pouco porque não pode cumprir com a exigência total para um nível ideal. É um excelente profissional e está fazendo um esforço tremendo para estar em condições.

Thiago
- O Thiago era uma opção para começar contra o Atlético-GO. Mas, tivemos um problema com Renê e também precisamos de uma reação no Brasileirão. Ele não pôde entrar. Amanhã vai ter a responsabilidade e espero que faça um bom jogo.




Fonte: GE

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub



 
Top