GuidePedia


Para chegar ao título, o Flamengo precisará de uma arrancada nunca feita por um campeão na era dos pontos corridos. Nem em 2009, quando o clube tirou 13 pontos de Palmeiras e Inter depois de uma campanha no primeiro turno em que terminou na sétima posição, a diferença era tão grande quanto agora, para o Corinthians - 15 pontos. Na ocasião do hexacampeonato, o aproveitamento rubro-negro passou de 50,8% para 58,7%, enquanto o do Inter era de 64,9% e caiu para 57% no returno.

Atualmente o aproveitamento do Corinthians ultrapassa os 80%, já o rubro-negra é de 53.7%. A disparada dos líderes desde o primeiro turno é tendência nos últimos anos, com Palmeiras, Corinthians e Cruzeiro. Há casos de líderes que ficaram pelo caminho como o Grêmio, em 2008, ultrapassado pelo São Paulo, e o Atlético-MG, em 2012, superado pelo Fluminense. Mas é a exceção que confirma a regra. Hoje, as chances do Flamengo são de apenas 1%.

Além de 2009, as demais arrancadas do Flamengo no Brasileiro foram para fugir do rebaixamento. Em 2007, comandado pelo técnico Joel Santana, o time pulou para a terceira posição e foi á Libertadores. Esse cenário ficou para trás desde o ano passado. Em 2016 o Flamengo brigou no alto da tabela até o fim. A esperança é se manter no topo mais uma vez, mesmo que o título se distancie. Resta saber se mudanças serão forçadas no clube, como a troca do técnico Zé Ricardo, para chegar enfim ao título sem sustos.




Fonte: Extra Globo

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub



 
Top