GuidePedia


Juan Silveira dos Santos nasceu rubro-negro. Sua família o fez crescer rubro-negro. Um dia ele entrou na Gávea para fazer um teste. Foi aprovado. Hoje, 23 de agosto de 2017, ele pisou no gramado do Maracanã para celebrar seu jogo de número 300 vestindo o Manto Sagrado.

Ao entrar em campo contra o Botafogo, pela semifinal da Copa do Brasil, Juan chegou à marca que o colocou no panteão histórico do Clube de Regatas do Flamengo. Poucos jogaram tanto e com tanta identificação. Zagueiro sério, exemplo de profissional, rubro-negro até a última célula.

Sua estreia foi em 1996, em amistoso contra a Desportiva Ferroviária. Seu primeiro gol, quase um ano depois, contra o Internacional, no Maracanã.

Maracanã. Palco de conquistas de Juan, onde levantou cinco estaduais. Em 1996, ainda era um jovem aprendendo o que era vestir o Manto. Em 1999, num time de garotos comandado por Carlinhos, levantou seu primeiro caneco contra o favorito Vasco. No mesmo ano, encarou o Palmeiras em São Paulo e conquistou a Copa Mercosul, depois de 28 anos sem uma taça continental. Veio o bi estadual em 2000, com direito e um gol "roubado" de Tuta, na final. E depois o tri, aquele do gol do Pet.

Juan foi embora e deixou um vazio na Nação. Era o zagueiro da casa que a torcida havia aprendido a respeitar e a cantar o nome no estádio. Uma legítima cria da Gávea. Foi desfilar seu talento na Alemanha, na Itália...

E, finalmente, em 2016, 14 anos após sair, Juan voltou. Voltou a vestir a sua segunda pele. Em 2017, conquistou mais um estadual, seu quinto. E agora, contra o Botafogo, rival clássico do Flamengo, completou 300 jogos. 

E em grande estilo. Numa noite para celebrar, Juan deu segurança à zaga e ajudou o Flamengo a despachar o adversário. Agora, o craque terá a oportunidade de levantar a Copa do Brasil que lhe fugiu em 1997.

Juan, por tudo que você já fez no Flamengo, obrigado e parabéns pela marca histórica. Rubro-negro legítimo. Orgulho do Flamengo.




Fonte: Site oficial do Flamengo

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub



 
Top