GuidePedia


Botafogo e Flamengo foram denunciados na tarde desta terça-feira pela Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por causa das confusões envolvendo as duas torcidas e serão julgados nesta sexta-feira. O episódio de injúria racial contra a família de Vinicius Junior não consta na denúncia. Os clubes são réus por serem responsáveis por conduta imprópria de seus torcedores. O Botafogo ainda foi denunciado no artigo 213 inciso I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) por não prevenir e reprimir desordem em seu estádio.

Essa denúncia contra o Alvinegro pode dar ao clube uma pena de até R$ 100 mil e se for considerado que a confusão foi de alta gravidade, o clube pode ser punido em até dez mandos ede campo. A Procuradoria denunciou o Alvinegro pelo apedrejamento do ônibus do Flamengo, além dos tumultos na entrada e saída das torcidas.

Os dois clubes responderão por infração ao artigo 191, inciso III por descumprirem o artigo 66 do Regulamento Geral das Competições da CBF. Segundo a Procuradoria, torcedores de Botafogo e Flamengo trocaram ofensas, além de lançarem objetos uns contra os outros, o que os fez ser denunciados no artigo 213, inciso III. Os clubes podem ser multados em até R$ 100 mil por cada artigo.

Carli e Muralha denunciados

Expulsos no mesmo lance do primeiro jogo da semifinal, Alex Muralha e Joel Carli também serão julgados (como todos os atletas que recebem o cartão vermelho). O goleiro rubro-negro foi denunciado por jogada violenta, no artigo 254 e pode pegar de um a seis jogos de suspensão. Já o zagueiro do Alvinegro foi enquadrado no artigo 250, por conduta desleal ou hostil, e pode ser suspenso de uma a três partidas.

Além das denúncias, o Flamengo ainda foi enquadrado por atrasar em dois minutos a volta para o segundo tempo e pode ser multado em até R$ 2 mil.

Fonte: GE

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub



 
Top