GuidePedia


O Avaí segue na procura por reforços para o Campeonato Brasileiro, mas diante de um orçamento limitado, preza por bons negócios. Um nome que interessa ao Leão da Ilha é o de Gabriel, meia-atacante do Flamengo e pouco aproveitado pelo Zé Ricardo. A presença rubro-negra na semifinal da Copa do Brasil, no entanto, atrapalha.

Com boa relação com Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo, o mandatário avaiano, Francisco José Battistotti ainda acredita no sucesso do negócio.

- Estou chorando com o Bandeira e conversa deles foi a seguinte para mim, estão jogando a Copa do Brasil e não tem jogadores para a competição, depois disso irão conversar. Mas uma coisa eu posso garantir, nós permaneceremos para a Série A - falou, em entrevista à rádio CBN/Diário.

Para equilibrar as finanças, o Avaí conta com a venda do atacante Romulo, cria das categorias de base. Vice-artilheiro azurra na temporada, o jogador virou reserva, mas o Leão acredita que ele tenha bom mercado e estabeleceu como valor algo perto dos R$ 6 milhões.

- Existem várias sondagens, mas eu só considero se vier por escrito. Chegou uma, mas devolvi dizendo que não aceito, o valor erra horrível. Temos que ter o valor de mercado, a janela fecha no fim do mês. Era uma proposta em euros e abaixo de 1,6 milhão de euros, ele não sai e acredito que chegarão nesse valor - afirmou com confiança.

Battistotti também comentou a situação de Bryan Urueña, colombiano que treina no Avaí. Segundo o presidente, caso a comissão técnica aprove o atleta, seria um exemplo de bom negócio para o clube.

- Tem um atleta fazendo teste, o colombiano, se for, é um excelente negócio, mas depende de qualidade. Não adianta trazer atleta para o vídeo e se a comissão técnica aprovar, ele joga. Se o jogador me deixar na Série A e eu ganhar dinheiro ano que vem, excelente.

Fonte: GE

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub



 
Top