GuidePedia


De jogo vertical, ousado e para frente, Éverton Ribeiro não foi brilhante em sua estreia pelo Flamengo - 1 a 0 sobre o Bahia (veja os melhores momentos acima), no domingo -, mas deixou a Fonte Nova cheio de confiança a respeito de seu futuro. Apontou o que de diferente pode dar ao Rubro-Negro e se autoavaliou com uma nota 7, a mesma escolhida em seu primeiro jogo pela Seleção, em 2014.

- Uma nota 7 para início, com vitória, está de bom tamanho - afirmou.
Pela ponta direita, onde atuou por 66 dos 78 minutos em que esteve em campo, tentou dribles e arriscou um balão - sem sucesso - em Juninho, mas não desistiu de ir para cima em nenhum momento. Conseguiu levar a bola para o meio por algumas vezes e achou Matheus Savio em duas oportunidades com belas inversões. O garoto não aproveitou, assim como a maioria do time, que, apesar da vitória, jogou mal diante do Tricolor Baiano.

Se não sobressaiu na individualidade, o camisa 7 mostrou bom entendimento com Diego e tentou combinar jogadas pelo corredor direito com Rodinei. Após o jogo, elencou características que pode dar de diferente ao Flamengo. E mostrou otimismo em relação ao seu futuro dentro do clube.

- Minha característica é poder abrir a defesa com dribles, passes rápidos. Eu tenho muito a acrescentar, junto com a movimentação que já é muito bem feita pela equipe. O entrosamento vai acontecer o mais rápido possível para a gente continuar nessa sequência.

Seu lance de maior perigo aconteceu um minuto antes de mudar sua característica em campo: aos 18 do segundo tempo, quando bateu falta fechadinha que quase terminou em gol de Guerrero. O peruano não conseguiu completar. Aos 19, quando Berrío substituiu Willian Arão, ficou mais centralizado. Porém, desgastado, permaneceu apenas mais 12 minutos em campo até dar lugar a Cuéllar.

Confira abaixo no mapa de calor de Éverton Ribeiro que, embora tenha ocupado constantemente a ponta direita, ele procurou bastante a faixa central do campo, situação que corrobora o discurso dele de abrir a defesa rival com dribles e por dentro. Na recomposição, não ajudou tanto Rodinei na ocupação de espaços.

Elogios de Diego e Guerrero

Uma das principais lideranças técnicas do Flamengo, Diego qualificou Éverton Ribeiro como "fundamental" para as pretensões rubro-negras de olho na temporada de 2017.

- É um jogador diferenciado, sem dúvida nenhuma. Pelo que já fez no futebol, principalmente no futebol brasileiro, merece todo nosso respeito. É um prazer poder contar com ele no nosso grupo. Um jogador de uma técnica muito grande, passe muito bom, movimentação. Nos traz muita qualidade, além da dedicação que teve hoje no jogo. Vai ser fundamental na nossa trajetória.

Guerrero foi outro a encher a bola de Éverton e celebrou o fato de que as atenções dos rivais agora não estarão tão concentradas em si e em Diego. Além disso, o 9 tratou de definir o 7 em campo.

- É um grande jogador, teve uma grande atuação. A marcação também tem que ir nele, porque sabe que é um jogador que pode decidir a qualquer momento. Isso é bom, porque tira um pouco o foco do Diego, de mim, que estamos na frente. Um canhoto com muita técnica, habilidoso, rápido. A gente sabe que em qualquer momento pode decidir o jogo.

Confira outras declarações de Éverton Ribeiro:

No que precisa melhorar após a estreia? 

Tenho muito que melhorar ainda meu ritmo de jogo, entrosamento com meus companheiros. Mas foi uma estreia com vitória importante que nos coloca lá em cima na tabela. Temos que vencer, às vezes jogando bem, outras oscilando um pouco, mas a vitória é sempre importante. É mais questão de se encontrar no campo, saber os movimentos dos companheiros. Mas isso, com a qualidade que a equipe tem, vai me ajudar e fazer ficar fácil rapidamente.

Pé-quente nas estreias (100% de aproveitamento em sete jogos)

Muito feliz de poder estrear mais um vez com vitória, importantíssima, que nos dá moral, mais confiança e tranquilidade para continuar trabalhando firme e numa sequência boa.

Distância do Flamengo para Corinthians (nove pontos) e Grêmio (cinco)

Eles estão há mais tempo com a equipe formada, a gente está em transição. Mas o importante é irmos vencendo. Com muita união e vontade, vamos chegar no nível deles.

Como é ficar fora da Copa do Brasil - pelo regulamento, não pôde ser inscrito?

A gente prefere estar dentro de campo, é mais fácil. Fora de campo a gente acaba sofrendo mais. Mas vou dar todo o apoio que puder e vamos fazer um grande jogo. Vou estar torcendo para que todos possam sair vitoriosos na quarta-feira.

NÚMEROS ÉVERTON RIBEIRO

Posse de bola: 3m29s (1º tempo - 2m16s / 2º tempo - 1m12s)
Roubadas de bola: 1 (no 1º tempo)
Passes: 39 (1º tempo - 21 / 2º tempo - 18)
Passes errados: 6 (1º tempo - 3 / 2º tempo - 3)
Faltas cometidas: 3 (1º tempo - 2 / 2º tempo - 1)
Faltas recebidas: 1 (no 1º tempo)
Cartão amarelo: (1º tempo)
Jogadas aéreas: 2 (no 2º tempo)

Fonte: GE

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub



 
Top