GuidePedia


Campeão, artilheiro e melhor jogador do último Sul-Americano sub-17, Vinícius Júnior despertou interesse dos principais clubes do mundo aos 16 anos, mesmo sem ter feito nenhum jogo pelo profissional do Flamengo. Foi promovido pelo técnico Zé Ricardo e, consequentemente, vendido para o Real Madrid por 45 milhões de euros, cerca de R$ 164 milhões. Com oito jogos no time de cima, começa a ganhar confiança e mostrar o futebol esperado pela torcida. E esse processo feito pelo garoto foi destacado por outro ex-rubro-negro que passou pelos mesmos caminhos.

Atualmente na Udinese, Samir também teve de lidar com a pressão de ganhar uma chance na equipe principal do Flamengo ainda jovem. Na época, em 2013, abraçou a chance dada por Jayme de Almeida, engatou uma sequência e acabou aquele ano com o título da Copa do Brasil de 2013. Dois anos depois, foi vendido para o futebol italiano. De longe, mas ainda com a cabeça no time carioca, ele avaliou a situação de Vinícius Júnior. E deu conselhos ao camisa 20:

"Ele está se soltando mais. No primeiro jogo, entrou nervoso, como qualquer um entraria. A torcida e o time o abraçaram. Com isso, criou confiança para fazer o que sabe, arriscar dribles, indo para cima. Creio que ele vai melhorar e jogar em alto nível. Espero que continue se concentrando para ter sucesso. Torço muito por ele", afirmou.

Sobre o processo de promoção ao profissional, Samir sabe todas as dificuldades do atacante. Badalação é o que não falta para qualquer um criado no Ninho. Comparações com ídolos por parte da torcida são inevitáveis. Só que no caso de Vinícius, essas barreiras serão tiradas de letra, já que a maturidade do garoto de 16 anos é algo destacado pelo defensor da Udinese:

"Eu conheço muito bem o Vinícius, temos o mesmo procurador. Ele é um menino novo, mas que tem muita cabeça. Sei que ele não vai se desvirtuar com tudo o que está acontecendo. É preciso ter cabeça para se concentrar com apenas 16 anos. Tenho certeza que o Vinícius vai dar muitas alegrias ao Flamengo e depois ao Real Madrid", finalizou.

Como Éverton Ribeiro não teve seu nome inscrito no BID, Vinícius Júnior deve continuar entre os titulares do técnico Zé Ricardo. A possível escalação para enfrentar a Chapecoense, nesta quinta-feira (22 de junho), na Ilha do Urubu, deve ser essa: Thiago; Rodinei, Réver, Juan e Trauco; Márcio Araújo, Cuéllar (Arão) e Diego; Vinícius Júnior, Guerrero e Éverton.

Fonte: Fox Sports

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub



 
Top