GuidePedia


Depois de ver Réver e Rafael Vaz acertarem a zaga rubro-negra em 2016 enquanto estava machucado, Juan precisou esperar uma brecha para voltar a ser titular no Flamengo. E ela chegou apenas em 2017. Mas, quando caiu no colo do experiente defensor, ele não largou mais. Titular em cinco dos seis últimos jogos, foi poupado apenas contra a Ponte Preta. Contra a Chapecoense, Guerrero e Diego foram os protagonistas da goleada por 5 a 1, mas a atuação do camisa 4 rendeu aplausos da torcida. E também de jogadores do ramo.

Em entrevista exclusiva ao FOXSports.com.br, o zagueiro Fabrício, revelado na base do Flamengo e com passagens por Palmeiras, Vasco e Fluminense, entre outros, rasgou elogios a Juan. Para o defensor, que está no Asdode, de Israel, mas continua acompanhando o clube que o criou, o veterano segue em grande forma, mesmo aos 38 anos de idade:

"Ele é meu ídolo. Vai ser o melhor sempre. Eu o acho muito inteligente para zagueiro, tem qualidade, cabeceia bem. Sou suspeito para falar. Apesar da idade, o vejo como titular no Flamengo. Com certeza. E foi muito bacana ver o Juan no final do jogo como capitão", afirma Fabrício, que lembra dos momentos que teve ao lado do jogador:

"Fui criado no Flamengo. Desde pequeno, o Juan já tava no profissional. Depois, pude jogar contra ele. Conversei. Isso é muito importante para mim. Sempre fui fã, admirei bastante. É uma marca ter jogado contra", finalizou.

Apesar da boa fase, Juan não vai atuar contra o Bahia. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, deve ser substituído por Rhodolfo, novo reforço rubro-negro e que fez sua estreia diante da Chapecoense. O camisa 44 entrou no lugar de Réver, machucado.

Fonte: Fox Sports

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub



 
Top