GuidePedia


Os resultados ruins na reta final do Campeonato Brasileiro deixaram o técnico Zé Ricardo fragilizado no Flamengo. Mesmo assim, o comandante rubro-negro tem renovação garantida e pode ganhar reforços em sua comissão técnica para 2017.

Considerado inexperiente em seu primeiro trabalho no profissional, o treinador não conseguiu extrair o melhor do time nas partidas decisivas, especialmente no Maracanã. Contudo, o que conta para a diretoria é o conjunto da obra. Mesmo sobrecarregado após a saída de Muricy Ramalho, Zé Ricardo levou o Rubro-negro à disputa do título brasileiro até o fim.

Em que pesem as eliminações nas outras competições, dar uma cara ao time e recuperar jogadores em baixa contam a favor. A dificuldade de variar o esquema tático e encontrar soluções emergenciais na partida são um ponto a ser lapidado. Para isso, Zé Ricardo pode ter na comissão permanente do clube uma ou outra cara nova.

O auxiliar Jayme de Almeida, que em novo contexto perderia força, tem pouca entrada com os atletas. Em outra frente, o clube estuda ainda qualificar o quadro do futebol com o retorno de profissionais que saíram para trabalhar na China. A ideia é dar andamento à evolução do Centro de Excelência em Performance.
Pode chegar ainda um gerente para dividir tarefas extracampo com Rodrigo Caetano — o retorno de Gabriel Skinner é avaliado —, enquanto Mozer seguiria na parte técnica com Zé Ricardo e jogadores. Qualquer mudança, entretanto, será após o fim da temporada.

A diretoria se reuniu ontem para começar a colocar em prática os planos para 2017, com a presença do vice de futebol Flávio Godinho. Para ele, o ano é para ser comemorado, mesmo sem título.

— Não é por isso que o trabalho foi ruim. Para um time que precisou viajar, tanto o resultado foi bom. A base é forte e será ainda mais qualificada para 2017 com a Libertadores — afirmou.

Fonte: Extra 

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top