GuidePedia


De time que não perdia a time que não ganha mais. O Flamengo completou a quarta rodada sem vencer no Campeonato Brasileiro, está a sete pontos do Palmeiras e vê o sonho do hepta cada vez mais longe.

Após a vitória sobre o Fluminense na 30ª rodada, o Rubro-Negro perdeu para o Internacional e empatou com Corinthians, Atlético-MG e Botafogo. Colunistas do LANCE! analisaram o momento do Fla.

Mário Marra, colunista do LANCE!

- Acredito que tem uma questão de pressão envolvida. A possibilidade de chegar, a motivação, torcida empolgada. As vezes o elenco não tinha tudo que nós pensávamos que tivesse. O grupo se mostrou um pouco mais limitado do que a gente esperava. Na hora de substituir um ou outro jogador, isso ficou evidente.

Talvez também a gente tenha que colocar isso como algumas escolhas do Zé Ricardo. Acho normal errar, mas contou muito com Sheik e Marcelo Cirino, que são jogadores que já vem em queda há algum tempo e não se confirmou o que deles se esperava. O Cirino tem uma limitação muito clara.

Não dá para falar que a campanha é fraca. Ela é ótima, mas tem um outro lado também. O Palmeiras erra muito pouco e perde poucos pontos. Isso vai aumentando a pressão emocional para cima dos jogadores.

João Carlos Assumpção, colunista do LANCE!

- Não acho que o Flamengo era um time que não perdia uma e agora passou a não vencer nenhuma. Perdia sim, tanto que caiu fora da Sul-Americana. O problema é que parte da imprensa e da torcida tem uma visão muito imediatista.

O Palmeiras sempre foi o favorito para vencer o campeonato e essa ânsia de recuperar os pontos e diminuir a diferença em relação ao líder provoca ansiedade e atrapalhou o time carioca.

O Flamengo agora tem que focar em terminar entre os três e evitar a Pré-Libertadores. E o trabalho do Zé Ricardo continua sendo muito bom. Basta comparar com o que fez, ou não fez, melhor dizendo, Muricy Ramalho.

Fonte: Lance

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top