GuidePedia


Durante a melhor fase do Flamengo neste Brasileiro — quando acumulou dez jogos de invencibilidade —, o técnico Zé Ricardo conseguiu acertar todas as alternativas de troca de jogadores que testava. Mas as apostas já não funcionam como antes.
Com um elenco desgastado fisicamente e alguns atletas em má fase técnica, o jeito é apostar na coletividade e esperar que as novas ideias do técnico funcionem.
— Talvez o resultado não exemplifique de maneira plena, mas o Zé Ricardo tem se desdobrado nas últimas semanas para acertar. A gente não força tanto, pela parte física, mas ele tem passado jogadas novas — defende o volante Márcio Araújo.
No empate com o Atlético-MG (2 a 2), o treinador apostou em Alan Patrick. O armador decepcionou, assim como já tinha feito na derrota para o Internacional (2 a 1), duas semanas antes.
Já Mancuello foi a alternativa diante do Corinthians (2 a 2). Mas acabou substituído no intervalo para a entrada de Fernandinho, antigo amuleto que não repetiu, no Maracanã, a sorte de outras ocasiões. E após sumir por algumas rodadas, Gabriel reassumiu a titularidade e confirmou o rodízio no ataque.
— Existe um desgaste dos jogadores da frente. Na fase final, pode dar uma revezada. Tem plantel, tem que usar — pede Márcio Araújo.
Na busca pelo hepta, o Flamengo vai precisar de todas as boas ideias que conseguir.
Fonte: Extra Globo

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top