GuidePedia

Na reta final do Campeonato Brasileiro 2016, o torcedor tem a missão de votar e decidir qual é a seleção da Série A. Clique aqui para ver os candidatos e escolher a sua seleção. Se tiver dúvidas, sem problemas: o GloboEsporte.com fez um guia para ajudar na escolha dos melhores jogadores, posição por posição. Abaixo, conheça as características e as estatísticas de cada um. 

GOLEIRO

O que não falta é goleiro bom no atual Campeonato Brasileiro. Mas os arqueiros dos três primeiros colocados da disputa se destacam. No campeão Palmeiras, Jailson teve a dura missão de substituir o capitão Fernando Prass e deu conta do recado muito bem. Disputou 18 partidas, não perdeu nenhuma e em nove delas não sofreu gol, além de ter realizado 23 defesas difíceis. Vanderlei, do Santos, é o líder em defesas difíceis no campeonato (67) e, ao lado de Alex Muralha, o que mais tem jogos sem sofrer gol (12). O goleiro do Flamengo começou o Brasileirão como reserva de Paulo Victor e hoje é jogador de seleção brasileira. São 50 defesas difíceis no Brasileirão para o rubro-negro.


LATERAL-DIREITO

Jean, do Palmeiras, é o que mais tem gols entre os finalistas na lateral direita: seis. O jogador, que também atua no meio de campo, é o cobrador de pênaltis oficial do Verdão e balançou a rede três vezes dessa forma. Victor Ferraz, do Santos, é quem mais tem roubadas de bola, 44 em 36 partidas - o jogador do Peixe é o que mais entrou em campo entre os finalistas. Por outro lado, Pará, do Flamengo, com 26 partidas, é o que menos jogou. Mas isso se deve ao fato de ele não ter começado o Brasileirão como titular – ganhou a posição de Rodinei ao longo da disputa. E o rubro-negro, apesar do número reduzido de jogos, tem seis assistências e lidera o quesito entre os finalistas.


ZAGUEIRO 1

Nos finalistas na posição de zagueiro 1, três nomes que qualquer torcedor gostaria de ter no seu time. Dois gringos e um que representa muito bem o Brasil. O colombiano Mina, do Palmeiras, é o que tem menos jogos, mas é quem mais balançou a rede, com quatro gols, além de uma presença forte na área, tanto na defesa quanto no ataque. Pedro Geromel, do Grêmio, é um dos melhores zagueiros do Brasil há um bom tempo, jogando sempre em alto nível. O defensor do Imortal é o que mais atuou entre os finalistas e quem mais tem roubadas de bola. O terceiro candidato caiu como uma luva no sistema defensivo do Botafogo e tem garantido o seu lugar no coração dos torcedores alvinegros. Apesar de ter entrado em campo apenas 15 vezes, o argentino Joel Carli chega forte na disputa com o seu estilo xerifão.


ZAGUEIRO 2

Para a posição de zagueiro 2, o internauta pode optar pelo defensor que mais rouba bola, pelo mais efetivo no ataque ou pelo menos faltoso. O maior ladrão de bolas entre os finalistas é o experiente Réver, que estava na reserva do Internacional no início do Brasileiro e chegou ao Flamengo para dar segurança à zaga e assumir a função de capitão do time. Em 28 partidas, Réver roubou a bola do adversário em 30 oportunidades. O zagueiro que melhor vai ao ataque é Vitor Hugo, do Palmeiras. São quatro gols marcados em 35 partidas, além de peça fundamental na defesa do time campeão brasileiro. A terceira opção é o campeão olímpico Rodrigo Caio, do São Paulo, que tem menos faltas cometidas do que os concorrentes (18), além de ter levado apenas um cartão amarelo durante o Campeonato Brasileiro.


LATERAL-ESQUERDO

Cada finalista para a posição de lateral-esquerdo supera os rivais em um quesito. Se você prefere um ala mais seguro na defesa, que vá melhor nos desarmes, pode ficar com Jorge. Com 67 roubadas de bola, o jogador do Flamengo é o melhor no quesito entre os três. Agora, se a preferência é por um lateral goleador, a escolha é por Zeca. O atleta do Santos, que foi campeão olímpico com a seleção brasileira, tem três gols marcados em 30 partidas e é o “goleador” entre os finalistas. Também tem a opção pelo garçom, aquele que deixa os companheiros na boa para marcar o gol. Aí, quem entra em cena é Fábio Santos, do Atlético-MG. O lateral-esquerdo do Galo deu quatro assistências em 20 jogos.

MEIO-CAMPISTA 1

Moisés chegou ao Palmeiras como aposta, mas com grandes atuações na campanha do nono título brasileiro do Verdão superou a desconfiança da torcida. O volante se destacou na marcação e no ataque. Em 34 jogos, marcou três gols pelo e deu duas assistências. Quem também está na disputa por uma vaga é Airton. O jogador do Botafogo tem sido um cão de guarda no setor defensivo, com 45 roubadas de bola em 20 partidas. Por fim, Renato foi uma das três opções mais votadas pelos jornalistas do GloboEsporte.com. Aos 37 anos, o veterano jogador é constantemente elogiado com a seguinte frase “Renato joga de terno”, para valorizar a técnica e a elegância que o atleta do Santos mostra em campo. Ele disputou todos os jogos até aqui, deu três passes para gols e balançou as redes duas vezes.


MEIO-CAMPISTA 2

Após se destacar no Campeonato Paulista atuando pelo Audax-SP, Tchê Tchê foi contratado pelo Palmeiras, e não decepcionou. Pelo contrário, o versátil jogador é o atleta palmeirense que mais atuou no Brasileirão - só ficou fora de um jogo, por suspensão. Ele deu duas assistências e marcou o mesmo número de gols na competição. Tchê Tchê disputará um lugar no meio de campo com outras duas feras: Willian Arão e Vitor Bueno. O primeiro é o maior ladrão de bolas da Série A, com 86 roubadas, e um dos destaques na campanha que garantiu o Flamengo na fase de grupos da Libertadores. Deu dois passes para gols e mandou a bola para o fundo da rede em quatro oportunidades. O outro tem se mostrado um exímio finalizador. Com dez gols, a promessa do Santos é um dos artilheiros do time junto com Copete e Ricardo Oliveira. O jogador de 22 anos também pode ser considerado uma das revelações do Brasileirão.  


MEIO-CAMPISTA 3

Principal nome do Sport, Diego Souza atravessa uma grande fase, principalmente quando o assunto é número de gols. Vice-artilheiro do Brasileirão, o meia participou de 33 jogos pelo time pernambucano, deu 82 finalizações e marcou 13 gols. Um forte concorrente na disputa é o xará que joga no Flamengo. Cérebro no meio campo do Rubro-Negro, Diego tem honrado o alto investimento com belas e decisivas atuações. Foram três assistências e seis gols, o último uma pintura contra o Santos. Por falar no time da Vila Belmiro, o outro selecionável é Lucas Lima, que não sentiu o peso de herdar a camisa 10 do Peixe após a saída de Gabriel para o Internazionale. Destacou-se tanto que foi convocado por Tite para a seleção brasileira. Balançou a rede duas vezes e contribuiu com quatro assistências. 

MEIO-CAMPISTA 4

Capitão do Palmeiras, Dudu teve o privilégio de erguer a taça de campeão brasileiro. Extremamente importante na campanha do título, o meia-atacante é o maior garçom do campeonato ao lado do concorrente Gustavo Scarpa, com dez assistências cada. Já o meia do Tricolor carioca brilha também nas finalizações. Ele tem incríveis 102 chutes a gol em 33 partidas. Destes, oito bolas pararam no fundo do gol. O terceiro concorrente é Camilo, do Botafogo. O meia comandou a evolução do time na competição com atuações fantásticas, com direito a golaço de bicicleta contra o Grêmio, pela 19ª rodada. Em 27 jogos, ele marcou seis vezes e deu o mesmo número de passes que resultaram em gols.  

ATACANTE 1

Uma das principais contratações do futebol brasileiro, Robinho atravessa uma fase extraordinária. Aos 32 anos, o Rei das Pedaladas é o maior goleador da temporada no Brasil, com 25 gols, sendo 12 na Série A. Outro concorrente escolhido pelos jornalistas do GloboEsporte.com é Marinho, do Vitória. O atacante tem sido o comandante do Rubro-Negro baiano na luta contra o rebaixamento. Artilheiro do time com dez gols, ele ainda contribuiu com seis assistências para os companheiros. Quem também concorre por um lugar no ataque da seleção do campeonato é Ricardo Oliveira. Aos 36 anos, o centroavante do Santos está com a pontaria calibrada. Em 19 jogos, marcou dez gols e é um dos goleadores do Peixe na competição. 


ATACANTE 2

“Glória, glória, aleluia, é Gabriel Jesus”. O canto entoado pela torcida palmeirense parece ter abençoado o atacante. O jogador de apenas 19 anos, titular da Seleção e vendido ao inglês Manchester City, foi peça fundamental na campanha do nono título brasileiro do clube. Os números comprovam a importância dele para o Alviverde. Artilheiro do time com 12 gols em 27 jogos, ele também deu cinco passes para tentos palmeirenses. Os outros dois concorrentes jogam pelo Atlético-MG: Fred e Lucas Pratto. O primeiro mostra que o faro de gol é o mesmo dos tempos de Fluminense, seu ex-clube. Ele lidera a artilharia da Série A com 14 tentos. Além disso, o camisa 99 do Galo foi quem mais finalizou no time (62) e contribuiu com cinco assistências, segundo melhor da equipe no quesito - atrás apenas de Robinho. O hermano, convocado pela primeira vez para a seleção argentina neste ano, disputou 18 jogos e marcou cinco gols na Série A. 


TÉCNICO

Entre os técnicos, dois com todos os jogos do Campeonato Brasileiro pelo mesmo time e um que entrou durante a disputa e conseguiu uma campanha quase irretocável. Cuca prometeu o título no Palmeiras e cumpriu na 37ª rodada. O comandante do Verdão conseguiu mais uma importante conquista para a sua galeria e fez com que o Palmeiras ganhasse o seu primeiro Brasileirão nos pontos corridos. Dorival Júnior, no Santos, mostrou que o trabalho a longo prazo dá resultado. No Peixe desde o ano passado, foi campeão paulista no primeiro semestre e garantiu uma vaga na fase de grupos da Libertadores de 2017. E Jair Ventura, que assumiu o Botafogo lutando para ficar longe da zona de rebaixamento e faz um trabalho espetacular. O Glorioso está no G-6 e bem perto de disputar a Libertadores da América após um início de Campeonato Brasileiro dramático.


Fonte: GE

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top