GuidePedia


"Antes da chegada de Diego, Willian Arão marcava, armava e atacava. Era o meio-campista. Hoje, toda a armação está com Diego. Arão passou a ser um volante burocrático".
O trecho é da coluna de Tostão desta quarta-feira na Folha de S. Paulo e define muito bem os motivos do nome de William Arão ter sumido um pouco nos últimos meses.
São os números que mostram. Diego estreou pelo Flamengo no dia 21 de agosto. Desde então, Arão perdeu completamente o seu protagonismo. Como volante, ele fica bem menos com a bola e diminuiu bastante o número de vezes que vai ao ataque.
Antes de Diego, Arão ficava quase 15 segundos a mais por jogo em média com a bola - o que até parece pouco, mas é muito significativo para um jogo de futebol. E isso fazia com que todas as suas estatísticas fossem melhores. Ele finalizava mais (1,4 para 1,2), passava mais a bola (54,8 para 48,4) e era muito mais importante nas construções de jogadas importantes.
Com a queda de importância de Arão, o Flamengo foi caindo de rendimento aos poucos. Hoje é o terceiro colocado, mas já sem chances de título.



Fonte: ESPN
Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top