GuidePedia


Empolgada pela geração de 1981 e o slogan Craque, o Flamengo faz em casa, a torcida rubro-negra animou-se e decepcionou-se com algumas promessas que “não vingaram” no passado recente. Tem de novos Zicos e novos Robinhos a artilheiros que quebraram recorde na base.

Adryan
Ainda no elenco do Flamengo, o meia tem 22 anos e ainda conta com esperanças do rubro-negros, mas ainda não conseguiu firmar-se. Estreou muito jovem, com 16 anos, e sofreu com comparações a Zico. Tem pouco mais de 50 jogos e apenas três gols pelo clube carioca.

Douglas Baggio
Esse, pelo porte físico e o faro artilheiro, foi comparado a Romário. Na base, bateu recorde e chegou a marcar mais de 70 gols em uma única temporada. Aos 21 anos, no entanto, ainda não vingou. Recebeu poucas oportunidades e, hoje, está emprestado à Luverdense e é titular.

Rafinha
Rafinha é outro exemplo de início meteórico e declínio rápido. Depois de destaque principalmente em 2013, o atacante foi perdendo espaço e foi para o quarto empréstimo seguido. Já passou pela Bahia, por Goiás, pela Coreia do Sul e, hoje, está em Santa Catarina.

Erick Flores
Pela habilidade e as apresentações de destaque na base, este meia chegou a ser comparado com o atacante Robinho, em alta na época. Teve chances em 2009, mas, sete anos depois, acumula no currículo alguns clubes brasileiro e passagem pela Albânia. Tem contrato com o Boavista-RJ até o fim do próximo Estadual.

Nélio
Mais um dos novos Zicos que não deu certo. Foi lançado em 2001, aos 17 anos, mas não ficou por muito tempo na Gávea. Hoje com 31 anos, já acumula praticamente 20 clubes na carreira e algumas experiências em clubes cariocas.

Fonte: Ei 

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top