GuidePedia

Os clubes votaram e aprovaram por unanimidade na tarde desta terça-feira, em arbitral na sede da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), alterações no regulamento do Campeonato Carioca de 2017. A mudança inclui a fórmula de disputa, passando a estabelecer uma fase preliminar - a partir de 11 de janeiro - e a competição principal com somente 12 clubes. A fase preliminar terá seis equipes: o 11º (Tigres), 12º (Portuguesa), 13º (Cabofriense) e 14º (Bonsucesso) colocados da competição em 2016, além de Nova Iguaçu e Campos, que subiram da Segunda Divisão estadual. Duas delas avançam para a fase principal, e as outras quatro disputam quadrangular contra o rebaixamento - as duas últimas colocadas caem, e caso haja empate em todos os quesitos entre 2ª e 3ª colocadas, haverá jogo extra.

Havia um obstáculo para as mudanças: o regulamento vigente é de dezembro de 2015 e, pelo Estatuto do Torcedor, só poderia ser alterado após dois anos. Por isso, a Ferj fez um pedido formal ao Conselho Nacional do Esporte (CNE), que não se opôs às mudanças.

- Não poderia. A partir do momento que não poderia, passou a poder. O CNE não se opôs à mudança do regulamento, isso significa que nós respeitamos rigorosamente o que a legislação manda. Temos 12 clubes na fase principal e agora é trabalhar; Fizemos o que todos esperavam que fosse feito: reduzir o número de clubes, tanto que foi aprovado harmonicamente - afirmou Rubinho.

Perguntado como conseguiu chegar a um consenso com clubes que se julgavam prejudicados com a mudança, caso de Campos, Nova Iguaçu e os times que terminaram na 11ª, 12ª, 13ª e 14ª colocações do Carioca 2016, Rubinho falou em "entendimento" e comparou a fórmula do estadual com a da Libertadores.

- De uma forma muito simples: através do entendimento. Essa decisão de que 2017 teriam duas fases: uma preliminar e outra principal já vem estabelecido desde 2015. Não foi possível colocar em prática em 2016 em função de uma mudança de calendário da CBF quase que ao final da temporada de 2015. Mas ficou decidido desde aquela época que teria uma fase principal com apenas 12. No próprio regulamento da Série B, diz que os dois melhores colocados teriam acesso à Série A. E eles efetivamente o tiveram, apenas com duas etapas, assim como acontece na Libertadores.

Já Eurico Miranda, presidente do Vasco, foi irônico ao comentar como chegou-se ao consenso.

- Tem um filósofo chamado Romário que diz: "Quando a gente chega, não pode sentar na janela. É assim. Eles começam a entender o seguinte: "Vamos chegando devagarzinho, têm alguns com direitos adquiridos e tal". Aí chegou-se a uma unanimidade e não houve nenhuma dissidência.

Grupos definidos e clássico na primeira rodada; Eurico queria o Fla na estreia
Logo no começo da fase principal, no dia 29 de janeiro, Vasco e Fluminense se enfrentam pela 1ª rodada da Taça Guanabara. Confira a divisão dos grupos:

- Botafogo, Flamengo, Boavista, Madureira, Macaé e classificado em 2º lugar na fase preliminar
- Fluminense, Vasco, Volta Redonda, Bangu, Resende e classificado em 1º lugar na fase preliminar.
Tão logo que foi confirmado o clássico da primeira rodada, Eurico Miranda brincou. Queria na verdade enfrentar o Flamengo de cara.
- Não consigo pegar o Flamengo. Eu gostaria de pegar o Flamengo. Flamengo ficou no outro grupo, vai demorar mais um pouco para eu chegar para jogar com o Flamengo - afirmou.

Campeões dos turnos não vão mais diretamente à final do Carioca
Na fase seguinte à preliminar, disputada a partir de 28 de janeiro, haverá a realização de dois turnos - Taças Guanabara e Rio - com semifinais e finais em jogos únicos, mas com novo modelo de classificação. Os campeões de cada um, que antigamente avançavam direto para a final do Estadual, agora garantem vaga para as semifinais da competição. Os outros dois semifinalistas serão as equipes melhores colocadas na classificação geral além das campeãs dos turnos - as semifinais e finais de turno não contam pontos para esta classificação. Caso um time vença os dois turnos, os três melhores classificados completam a disputa por vagas na grande decisão.

Nas semifinais dos turnos, os times com melhores campanhas nos grupos terão vantagem do empate. Na semifinal do campeonato, quem avança com igualdade no placar serão os campeões de cada turno. Em nenhuma final há a vantagem do empate. A semifinal geral será realizada em jogo único, enquanto a final terá ida e volta.

Mesmo após o fim do clima hostil entre os presidentes de Flamengo e Fluminense, Eduardo Bandeira de Mello e Peter Siemsen, e o mandatário da Ferj, os cartolas não compareceram. O clube da Gávea foi representado pelo advogado André Galdeano, enquanto Marcelo Penha, assessor especial da presidência, representou os tricolores. Eurico Miranda e Carlos Eduardo Pereira foram pessoalmente votar por Vasco e Botafogo. Eurico e Galdeano não quiseram se pronunciar após a definição. Já Carlos Eduardo manifestou-se e aprovou a nova fórmula.

- O formato ficou bom, o Botafogo acredita que a mudança foi satisfatória e benéfica para clubes e competição. Com as mudanças da Conmebol para a Libertadores e Sul-Americana, também, o calendário agora ficou melhor dividido e adequado. Esperamos um campeonato mais competitivo, sem dúvidas. A questão dos dois times campeões de turno não se classificarem diretamente para a final, a principio, no nosso entendimento, não desvaloriza a competição de forma alguma. É importante lembrar que isso valoriza ainda mais a competição, que terá mais jogos decisivos e de mais apelo para o torcedor. É prematuro dizer agora que formato é melhor ou pior. O Botafogo entrará para vencer o Estadual, que é uma competição importantíssima, onde o clube é tradicional e um dos grandes vencedores - disse o presidente alvinegro.

A reunião transcorreu em paz. No início, logo após breve abertura de Eurico Miranda, o presidente do Nova Iguaçu, Jânio Moraes, mostrou insatisfação com a mudança de regras já que, para disputar a fase principal com os grandes, terá de passar pela preliminar, o que não estava previsto anteriormente. Acabou aceitando os argumentos de que as despesas das partidas dessa fase preliminar serão custeadas pela Ferj e cada clube receberá a quantia de R$ 100 mil por jogo. 

O presidente do Bonsucesso, Zeca Simões, foi bem menos receptivo do que Jânio e tratou a alteração como o "início do fim dos pequenos".

- É o começo do fim dos pequenos. Mas é a lei da vida. Nós sabíamos que isso iria acontecer um dia. Não é novidade. Os clubes grandes precisaram dos pequenos para ser o que são, para se desenvolverem no que são hoje em dia. Infelizmente hoje eles viraram as costas para nós. Não é surpresa. Sobre a competição, o Bonsucesso vai montar um time pensando em jogar a Série A normalmente. É a nossa intenção. É mais difícil, porque a vitrine é menor com essa fase preliminar, mas as cotas de TV melhoraram e por esse lado equilibra um pouco. De todo jeito, não estamos pensando em disputar o quadrangular da morte. Caso estejamos lá, ainda temos dois meses de competição e teremos um time em condições de não cair para a Série B, o que evidentemente não passa pela nossa cabeça. É triste para nós, mas esperado.

* Estagiário, sob supervisão de Vicente Seda

Fonte: GE

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top