GuidePedia


Domingo, a torcida rubro-negra finalmente vai poder cantar que vai ao Maracanã. Após quase 11 meses longe do estádio, o Flamengo volta para casa em um momento decisivo. O time precisa vencer o Corinthians para seguir firme na briga com o Palmeiras pelo título brasileiro. E a trilha sonora deste reencontro já embala as redes sociais, transformadas em arquibancada por torcedores que comemoram: “Domingo, eu vou ao Maracanã”.

O célebre verso — que virou hino de todas as torcidas pelo Brasil afora — ganhou voz com Neguinho da Beija-Flor. Rubro-negro de carteirinha, o sambista levou apenas 40 minutos para compor a música, tempo que levou de ônibus entre a Praça Mauá e Nova Iguaçu, em uma madrugada de 1979.

Apesar de a letra ter sido escrita para um colega vascaíno, entrou mesmo para a história em 1980, na final do Brasileiro, no Maracanã — quando o Flamengo bateu o Atlético-MG por 3 a 2.

— Pedi que tocassem a gravação no sistema de som do estádio e, para dar uma força, distribuí cópias da letra. Não demorou muito, todos já estavam cantando — conta.

Neguinho não comprou ingresso para amanhã. Mas, se for convidado, não será para sentar na arquibancada — como escreveu há quase 40 anos. As cadeiras numeradas, rejeitadas na música original, viraram regra:

— Para muitos, o Maracanã mudou para melhor, mas não é a mesma coisa...

O samba de Neguinho também passou por transformações. No Corinthians, o Maracanã dá lugar ao Itaqueirão; em Minas Gerais, as torcidas de Atlético-MG e Cruzeiro cantam “Domingo, eu vou ao Mineirão”.

O samba pode ser de todas as torcidas, mas para Neguinho o título deste ano já tem dono, apesar da vantagem de quatro pontos do Palmeiras:

— Ninguém é unânime para sempre. Tem horas em que você está melhor, tem horas em que você dá uma caída. O Palmeiras vai tropeçar, e o Flamengo vai aproveitar. Seremos campeões.

*Estagiária sob supervisão de Marco Antonio Rocha

Fonte: Extra

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top