GuidePedia


Além de ser o clube que mais revela jogadores brasileiros para a Liga dos Campeões, o Santos lidera a estatística também entre os brasileiros que atuam nos cinco principais campeonatos nacionais da Europa, com pequena vantagem sobre Fluminense, São Paulo e Internacional. Ao todo, dos 118 jogadores nascidos no Brasil que atuam no Alemão, Italiano, Francês, Espanhol e Inglês, oito foram revelados no Peixe.

 Os nomes da lista são Neymar (Barcelona),  Ganso (Sevilla),  Rafael Cabral (Napoli), Rafael (Cagliari), Felipe Anderson (Lazio),  Gabigol (Inter de Milão), Caio Henrique (Atlético de Madrid) e Emerson Palmieri (Roma). Destes, dois são sub-20 (Gabigol e Caio Henrique), três têm entre 21 e 25 anos (Neymar, Emerson Palmieri e Felipe Anderson), dois estão entre 26 e 30 anos (Ganso e Rafael Cabral) e um já passou dos 30 (o goleiro Rafael). Cinco atuam na Itália e três na Espanha.

Três desses jogadores foram campeões da Taça Libertadores de 2011 pelo próprio Peixe: Neymar, Ganso e Rafael Cabral. Outros dois titulares daquela campanha não revelados no clube estão nas principais ligas europeias. Danilo, que surgiu no América-MG, atua no Real Madrid, e Alex Sandro, cria do Atlético-PR, está no Juventus.

O Fluminense é o segundo colocado, com sete nomes: Marlon (Barcelona), Marcelo (Real Madrid), Rafael (Lyon), Fabinho (Monaco), Fábio (Middlesbrough), Kenedy (Watford) e Gerson (Roma). A divisão do Tricolor é mais equilibrada em relação ao número de países em que os jogadores atuam, com dois atletas na Espanha, dois na França, dois na Inglaterra e um na Itália. Ao todo, há dois atletas sub-20, dois entre 21 e 25 anos e três entre 26 e 30 anos, curiosamente todos laterais: Marcelo, do Real Madrid, e os gêmeos Fábio e Rafael, que atuam por Middlesbrough e Lyon, respectivamente.

Em terceiro lugar, estão São Paulo e Internacional, que revelaram, cada um, seis jogadores que estão atuando em uma das cinco melhores ligas europeias. O Tricolor, no entanto, tem atletas um pouco mais novos na lista: dois jogadores sub-20 (Ewandro, do Udinese, e Boschilia, do Monaco), três entre 21 e 25 anos (Oscar, do Chelsea, Lucas, do Paris Saint-Germain e Casemiro, do Real Madrid) e um acima de 30 (Hernanes, do Juventus). No Colorado, um atleta é sub-20 (Allan, do Hertha Berlim), dois estão entre 21 e 25 anos (Alisson e Juan Jesus, ambos do Roma) e três entre 26 e 30 anos (Alexandre Pato, do Villarreal, Sidnei, do Deportivo La Coruña, e Luiz Adriano, do Milan).

Defensores são maioria

Dos 118 jogadores brasileiros que atuam nas cinco principais ligas europeias (incluindo os naturalizados, como Thiago Alcântara, do Bayern de Munique, e Pepe, do Real Madrid), a maioria atua na defesa. São, ao todo, 64 (54,7% do total), sendo 29 zagueiros, 27 laterais e oito goleiros. Há ainda 17 volantes, 17 meias e 20 atacantes. 

A Itália é o país em que atuam mais zagueiros, com 10 ao todo, e mais brasileiros, com 40 no total, seguida por Espanha (29), França (20), Alemanha (17) e Inglaterra (12).

Em relação à idade, os jogadores que têm entre 21 e 25 anos são maioria, com 45 no total. Outros 40 atletas têm entre 26 e 30 anos. Somados, os dois números chegam a 84, ou 71% do total de 118 jogadores. Outros 23 têm mais de 30 anos, e apenas dez são sub-20.

Carreira iniciada fora do Brasil

O êxodo de jogadores antes mesmo da estreia como profissional no Brasil pode ser notado na lista. Ao todo, 19 jogadores dos 117 listados jamais jogaram profissionalmente por aqui, ou 16,2% do total.

Entre esses jogadores estão os meias Thiago Alcântara e Rafinha Alcântara, que começaram no Barcelona, e Andreas Pereira, que nasceu na Bélgica, passou pela base do PSV e está agora no Manchester United. Há outros nomes menos conhecidos, como Charles, do Málaga.  

Confira a lista completa

Santos:8 (Neymar/Barcelona-ESP, Ganso/Sevilla-ESP, Felipe Anderson/Napoli-ITA, Rafael/Cagliari-ITA, Rafael Cabral/Napoli-ITA, Caio Henrique/Atlético de Madrid-ESP, Gabriel/Internazionale-ITA e Emerson/Roma-ITA)

Fluminense:7 (Marlon/Barcelona-ESP), Kenedy (Watford-ING), Rafael/Lyon-FRA, Fabinho/Monaco-FRA, Gerson/Roma-ITA, Marcelo/Real Madrid-ESP e Fábio/Middlesbrough-ING

São Paulo:6 (Oscar/Chelsea-ING, Hernanes/Juventus-ING, Casemiro/Real Madrid-FRA, Lucas/Paris Saint-Germain-FRA, Boschilia/Monaco-FRA e Ewandro/Udinese-ITA)

Internacional: 6 (Alexandre Pato/Villarreal/ESP, Sidnei/Deportivo La Coruña-ESP, Luiz Adriano/Milan-ITA, Allan/Hertha Berlim-ALE, Juan Jesus-Roma-ITA e Alisson/Roma-ITA)

Corinthians: 5 (Willian/Chelsea-ING, Malcom/Bordeaux-FRA, Marquinhos-ITA, Matheus Pereira-Empoli-ITA e Dodô/Sampdoria-ITA)

Cruzeiro: 5 (Gabriel/Napoli-ITA, Maxwell/Paris Saint-Germain-FRA, Gomes/Watford-ING, Wallace/Lazio-ITA e Vinícius/Cruzeiro-ITA)

Flamengo: 4 (Michel/Las Palmas-ESP, Felipe Melo/Internazionale-ITA, Samir/Udinese-ITA e Anderson Bamba/Eintracht Frankfurt-ALE)

Atlético-MG: 4 (Diego Alves/Valencia-ESP, Jemerson/Monaco-FRA, João Pedro/Cagliari-ITA e Leandro Castán/Torino-ITA)

Vitória: 3 (Gabriel Paulista/Arsenal-ING, David Luiz/Chelsea-ING e Petros/Betis-ESP)

Figueirense: 3 (Roberto Firmino/Liverpool-ING, Filipe Luis/Atlético de Madrid-ESP e Guilherme Siqueira/Valencia-ESP)

Atlético-PR: 3 (Alex Sandro-Juventus-ITA, Neto-Juventus-ITA e Fernandinho-Manchester City-ING)

Grêmio: 2 (Douglas Costa/Bayern de Munique/ALE e Lucas Leiva/Liverpool-ING)

Vasco: 2 (Philippe Coutinho/Liverpool-ING e Allan/Napoli-ITA)

Coritiba: 2 (Miranda/Internazionale-ITA e Rafinha/Bayern de Munique-ALE)

Corinthians-AL: 2 (Pepe/Real Madrid-ESP e Luiz Gustavo/Wolfsburg-ALE)

Desportivo Brasil: 2 (Lucas Evangelista/Udinese-ITA e Diego Carlos/Nantes-ITA)

Palmeiras: 2 (Roger Bernardo/Ingolstadt-ALE e Gabriel Silva/Granada-ESP)

RB Brasil: 2 (Bernardo/RB LeipzigA-ALE e André Ramalho/Mainz 05-ALE)

Santo André: 2 (Junior Costa/Bologna-ITA e Junior Caiçara/Schalke 04-ALE)

Goiás: 2 (Toloi/Atalanta-ITA e Douglas/Sporting Gijón-ESP)
 
Juventus-BRA: 2 (Thiago Motta/Paris Saint-Germain-FRA e Raffael/Borussia Mönchengladbach-ALE)

RS Futebol: 2 (Thiago Silva-Paris Saint-Germain-FRA e Naldo-Schalke 04-ALE)

Criciúma: 2 (Lima/Nantes-FRA e Eder/Internazionale-ITA)

Manchester United: 1 (Andreas Pereira/Granada-ESP)

Guarani: 1 (Mariano/Sevilla-ESP)

Salgueiro-PE: 1 (Aderlan Santos/Valencia-ESP)

Fiorentina-ITA: 1 (Ryder/Udinese-ITA)

Chapecoense: 1 (Hilton/Montpellier-FRA)

Guaratinguetá: 1 (Marçal/Guingamp-FRA)

Uberlândia: 1 (Bruno Henrique/Wolfsburg-ALE)

Mangaratibense-RJ: 1 (Deyverson/Alavés)

Portuguesa: 1 (Guilherme/Deportivo La Coruña-ESP)

Rio Claro: 1 (Danilo Avelar/Torino-ITA)

Quixadá: 1 (Pablo/Bordeaux-FRA)

Acadêmico de Vizeu-POR: 1 (Dalbert/Nice-FRA)

Juventude: 1 (Dante/Nice-FRA)

Bahia: 1 (Daniel Alves/Juventus-ITA)

Iraty: 1: (Bruno Henrique/Palermo-ITA)

Olímpia-SP: 1 (Wellington/Málaga-ESP)

Udinese-ITA: 1 (Felipe/Udinese-ITA)

Botafogo: 1 (Dória/Olympique de Marseille-FRA)

Avenida-RS: 1 (Pedro Henrique/Rennes-FRA)

Verona-ITA: 1 Jorginho (Napoli-ITA)

Paulista-SP: 1 (Danilo/Udinese-ITA)

Milan-ITA: 1 (Rodrigo Ely/Milan-ITA)

Audax-SP: 1 (Bruno Peres/Roma-ITA)

Portuguesa: 1 (Guilherme/Deportivo La Coruña-ESP)

Caxias: 1 (Edenilson/Genoa-ITA)

Bangu: 1 Somália (Toulouse-FRA)

Legião-DF: 1 (Cléber/Hamburgo-ALE)

Ferroviária: 1 (Caiuby/Augsburg-ALE)

Londrina: 1 (Wendell/Bayer Leverkusen-ALE)

Rayo Vallecano-ESP: 1 (Léo Baptistão/Espanyol-ESP)

Resende: 1 (Gabriel/Leganés-ESP)

Atlético-GO: 1 Luciano (Leganés-ESP)

Feirense-POR: 1 (Charles/Málaga-ESP)

América-MG: 1 (Danilo/Real Madrid-ESP)

Grêmio Barueri: 1 (Willian José/Real Sociedad-ESP)

Vila Nova: 1 (Fernando/Manchester City-ING)

Bologna-ITA: 1 (Clayton/Crotone-ITA)

Chievo-ITA: 1 (Diego Farias/Cagliari-ITA)

Fonte: GE

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top