GuidePedia


O presidente do STJD, Ronaldo Placente, atendeu ao telefone de maneira plácida, elegante, educada.
Assustadoramente educado: ”Tenho até 60 dias para fazer o julgamento.”
Sessenta dias!?!?
Devolvo: ”Mas aí já acabou o campeonato! Tinha de ser no máximo semana que vem.”
Responde: ”Veja, tem os prazos da lei. Eu tenho de ouvir a todos. Não dá tempo.”
Como é educado o presidente do STJD. E ainda assim conseguiu estragar o Brasileirão.
Ronaldo Placente, plácido, respondeu a todas as perguntas. Inclusive por que razão é preciso retirar os pontos do Flamengo provisoriamente da tabela, até o julgamento final do pedido do Fluminense de anulação da partida. Se o jogo ainda não foi anulado, por que raios não deixam os pontos na tabela como estão? O Flamengo quatro pontos atrás, com a sensação de que pode alcançar a liderança com dois tropeços do Palmeiras.
Não é possível que uma pessoa em sã consciência julgue que não muda nada olhar para a tabela e ter quatro pontos a menos ou olhar para ela e ter sete pontos atrás, como passa a ser o caso do Flamengo. Mas Ronaldo Placente explicou a razão.
”Está na lei. É o parágrafo terceiro, do artigo 84 do CBJD”, disse Ronaldo Placente, referindo-se à necessidade de suspender o resultado até o julgamento final.
Ora, a lei.
O Flamengo ganhou o jogo e está quatro pontos atrás do Palmeiras. Custa respeitar isto até que se decida se o jogo deve ou não ser anulado?
Quem fez a lei certamente nunca se sentou numa arquibancada.
O Palmeiras tem 64 pontos e o Flamengo tem 60. E isto deve figurar na tabela até o STJD decidir se deve ser diferente.
Entra presidente, sai procurador e o STJD sempre tem de aparecer nas rodadas finais do Brasileirão.
Fonte: PVC
Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top