GuidePedia


O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, não fugiu do tema. A guerra de nervos, de bastidores e de entrevistas - após a partida contra o Internacional, com celular em punho, o presidente mostrou erros a favor do Palmeiras contra o Figueirense - continuou após o empate contra o Corinthians. Guerrero fez dois gols na partida, um deles em impedimento. O outro, antes de empatar a partida no primeiro tempo, também havia sido impedido - e assinalado, desta vez, corretamente. Com as mãos no bolso, como de hábito, e de maneira pausada, parecendo já esperar a pergunta sobre arbitragem  -após tantas polêmicas, coletivas e erros marcantes no Brasileiro -, Bandeira disse que não tinha ainda visto o lance, mas que acreditava no impedimento do peruano.

- Não revi o lance ainda, mas acredito em vocês (jornalistas), que realmente foi impedimento. Vamos reconhecer que terá sido o primeiro caso de um erro de arbitragem que nos favorece em 32 rodadas - disse Bandeira, que acompanhou a coletiva de imprensa do técnico Zé Ricardo.

O técnico Zé Ricardo, menos enfático, também falou pouco sobre o lance. Disse que não viu reclamação da equipe corintiana, mas lembrou a eficiência dos paulistas nesse tipo de lance. 

- A gente estava em diagonal no lance, ali do banco. O Corinthians faz bem essa linha de impedimento. Acho que a reclamação foi ali pelo lance do momento, mas dali do banco não vi (reclamação). Mas acredito que possa estar impedido realmente - afirmou Zé Ricardo.

Tanto o presidente quanto o treinador mostraram abatimento ao fim da partida. No semblante, a sensação de que um ponto somado deixava o sonho do título brasileiro mais distante. A seis rodadas do fim, o Palmeiras tem seis pontos de vantagem na liderança. Mas Bandeira nem titubeou ao ser perguntado da razão que o fazia acreditar na conquista rubro-negra.

- Acredito porque isso aqui é Flamengo.

Fonte: GE

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top