GuidePedia


O Palmeiras venceu o Sport e o Flamengo empatou com o Corinthians e isso deixa o time de Cuca a uma distância do segundo colocado que nenhum time perdeu depois da 32a rodada, desde o início dos pontos corridos. Mas é exatamente a diferença de pontos (6) que o Flamengo tinha para o Palmeiras na 32a rodada de 2009. Naquela campanha, o Palmeiras era líder apenas dois pontos acima do segundo colocado, o São Paulo: 59 x 57. O Flamengo estava em sexto e tinha 53 pontos. Estava atrás também de Atlético, Internacional e Cruzeiro.
É diferente ter diferença de seis pontos sobre o segundo colocado de ter seis pontos de distância para o sexto. A tranquilidade de abrir uma distância tão grande a seis rodadas do fim ajuda a ganhar o Brasileirão. É o que a história conta.
Desde que o Brasileirão começou a ser disputado por pontos corridos e 20 clubes, apenas quatro times alcançaram seis pontos de vantagem sobre o segundo colocado na 32a. rodada. Todos foram campeões. O São Paulo de 2006, o Fluminense de 2012, o Cruzeiro de 2013 e o Corinthians de 2015. A maior diferença foi a do São Paulo, que tinha 68 pontos contra 54 do segundo colocado, o Palmeiras. Também o Cruzeiro de 2013, com 68 pontos contra 55 do Atlético Paranaense. O Fluminense de 2012 tinha distância para o vice-líder Atlético idêntica à do Palmeiras hoje: seis pontos.
A curiosidade desta campanha é que Corinthians e São Paulo, rivais históricos, ajudaram o Palmeiras a alcançar a diferença de seis pontos para o Flamengo. No dia 1 de outubro, o rubro-negro empatou com o tricolor no Morumbi. Na reabertura do Maracanã, o Corinthians empatou por 2 x 2.
O Flamengo jogou melhor do que o Corinthians na maior parte da partida, especialmente no segundo tempo. Diego e William Arão erraram mais passes do que é costume, mas chamaram a organização do jogo durante toda a partida. Guerrero marcou os dois gols e reforçou a fama de fazer gols que valem pontos. Mas um deles em impedimento.
No Allianz Parque, o Palmeiras sofreu até os 30 minutos do primeiro tempo, com grande atuação do Sport. Diego Souza achava espaço às costas dos volantes e com inversões com Rogério, o outro atacante. Pelas pontas, Éverton Felipe e Rodney Wallace eram muito rápidos e levavam vantagem, principalmente Éverton Felipe no setor de Zé Roberto. No segundo tempo, Éverton Felipe perdeu gol frente a frente com Jaílson.
A liderança do Palmeiras ampliou-se muito em função das boas atuações de Jaílson, seu goleiro no Allianz Parque, e Wálter, guardião corintiano no Maracanã. Também havia chance de o árbitro marcar pênalti de Mina, que tocou o braço na bola no lance exatamente anterior ao primeiro gol palmeirense, marcado por Dudu.
Mas a vitória chegou também pela competência do Palmeiras e pelas jogadas ensaiadas de Cuca. O segundo gol, de Tchê Tchê, nasceu assim.
Abaixo, veja a diferença do líder para o vice-líder em todos os Brasileiros por pontos corridos com 20 clubes:
2006 – 1. São Paulo 64 pontos; 2. Internacional 59 pontos
2007 – 1. São Paulo 67 pontos; 2. Palmeiras 54 pontos
2008 – 1. Grêmio 59 pontos; 2. São Paulo 59 pontos
2009 – 1. Palmeiras 57 pontos; 2. São Paulo 55 pontos
2010 – Fluminense 57 pontos; 2. Cruzeiro 57 pontos
2011 – 1. Corinthians 58 pontos; 2. Vasco 58 pontos
2012 – 1. Fluminense 69 pontos; Atlético 63 pontos
2013 – Cruzeiro 68 pontos; 2. Atlético Paranaense 55 pontos
2014 – 1. Cruzeiro 64 pontos; 2. São Paulo 59 pontos
2015 – 1. Corinthians 70 pontos; 2. Atlético 62 pontos
2016 – 1. Palmeiras 67 pontos; 2. Flamengo 61 pontos
Fonte: Uol/PVC

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top