GuidePedia


A reabertura do Maracanã não será especial somente para o Flamengo, que enfim utilizará o estádio no Campeonato Brasileiro. O local também é marcante para o carioca Oswaldo de Oliveira, técnico do Corinthians. Foi lá que ele conquistou o título mais marcante de sua trajetória, o Mundial de Clubes de 2000, após acumular algumas decepções na sua cidade natal.

Antes da consagração no Maracanã, onde comandará o Corinthians contra o Flamengo neste domingo, Oswaldo havia estreado no estádio como técnico de maneira bastante vexatória. Substituto de Vanderlei Luxemburgo, o antigo auxiliar era o comandante da equipe que foi goleada por 6 a 1 para o Botafogo em 24 de junho de 1999, em jogo válido pela primeira fase do Torneio Rio-São Paulo.

Naquela tarde, diante de 17.355 pagantes, o Botafogo fez o trabalho de Oswaldo como técnico ser colocado em xeque com gols de Bebeto (2), Sérgio Manoel, Bandoch, Zé Carlos e Fábio Augusto. O zagueiro Batata descontou para o Corinthians, que terminaria o Torneio Rio-São Paulo na lanterna da sua chave com apenas uma vitória, um empate e outras três derrotas - uma delas também no Maracanã, para o Flamengo, por 2 a 0.

O primeiro triunfo de Oswaldo de Oliveira no estádio construído para a Copa do Mundo de 1950, no entanto, ocorreria ainda em 1999. Já pelo Campeonato Brasileiro, em 17 de outubro, a equipe que viria a ser campeã utilizou o Maracanã diante do Internacional, pois cumpria punição, e comemorou uma vitória por 4 a 2. O artilheiro Luizão marcou três gols na ocasião, e Edílson fechou o placar.

Pouco tempo depois, no dia 31, o Corinthians resolveu mandar outra partida no Maracanã, contra o Atlético-MG. E lamentou mais uma goleada no estádio carioca - 4 a 0 para o Atlético-MG, com gols de Robert, Guilherme (2) e Lincoln. O troco viria na decisão da competição nacional, fazendo com que a equipe mineira se conformasse com o vice-campeonato.

Já como campeão brasileiro, Oswaldo foi ao Maracanã em 14 de janeiro de 2000, data que citou na apresentação como técnico do Corinthians em 2016, e saiu de lá com a sua maior glória. Depois de um empate por 0 a 0 com o Vasco, o time paulista do ainda novato treinador carioca venceu a disputa de pênaltis por 4 a 3 e assegurou o primeiro título mundial com a chancela da Fifa.

"A imagem que tenho da torcida do Corinthians é a do dia 14 de janeiro de 2000, com 25.000 corintianos dando origem ao grito de 'Todo-Poderoso Timão'. Foi inesquecível. Havíamos disputado a final do Brasileiro com o Atlético-MG em 22 de dezembro e já no dia 14 fazíamos a decisão do Mundial contra um timaço do Vasco, com Romário, Edmundo, Viola, Juninho Pernambucano, Ramón, Donizete, Felipe. Resistimos muito, cansados, e fomos campeões pela pressão que os 25.000 corintianos fizeram no Maracanã", recordou Oswaldo, que simulou um emblemático abraço no público visitante após Edmundo desperdiçar a sua cobrança de pênalti.

O reencontro de Oswaldo de Oliveira como corintiano com o Maracanã, hoje remodelado, terá um clima bem diferente daquele de 2000. Eliminado da Copa do Brasil pelo Cruzeiro, a equipe enfrenta cobranças de seus torcedores pelo fraco rendimento na temporada e tem a conquista de uma vaga na Copa Libertadores da América, ficando entre os seis primeiros colocados do Campeonato Brasileiro, como o seu objetivo derradeiro em 2016. Para ser bem-sucedida, é importante vencer o Flamengo, principal concorrente do rival Palmeiras na disputa pelo título, neste fim de semana.

Fonte: Gazeta Esportiva

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top