GuidePedia


Sete pontos. No momento, esta é a distância entre o líder Palmeiras e o Atlético-MG, terceiro colocado. No meio do caminho ainda tem o Flamengo, vice-líder, com 57 pontos. Até o fim do campeonato, faltam nove rodadas e 27 pontos a serem disputados. A missão atleticana em busca do título não é simples, mas na Cidade do Galo o pensamento é unânime: é totalmente possível.

Para ultrapassar o Palmeiras, a conta é simples: o Atlético-MG precisa torcer por dois tropeços da equipe paulista (aliados a duas vitórias atleticanas) e vencer o confronto direto, em Belo Horizonte. Para tirar a distância do Flamengo, um tropeço Rubro-Negro aliado a um triunfo alvinegro já basta - além, claro, de uma vitória do Galo no confronto direto, também em BH. O técnico Marcelo Oliveira fez uma análise das possibilidades atleticanas de ser campeão. Ressaltou que a missão é complicada justamente pela regularidade dos dois concorrentes diretos, mas vê possibilidades de tirar a diferença.

- A gente sabe e tem consciência da regularidade de Palmeiras e Flamengo, mas quando a gente observa que são 27 pontos, quando a gente vê a tabela, a gente vê possibilidades. Desde que a gente faça a nossa parte. A vantagem do Palmeiras nós temos que admitir que é ótima. Mas os confrontos são difíceis, porque com essa questão da Libertadores, são mais vagas, a concorrência ficou maior em cima e existe a concorrência em baixo também. Agora tem confronto entre Cruzeiro e Palmeiras. Será um jogo muito equilibrado e acirrado. Isso é o que fortalece a esperança do Atlético. Vamos lutar até o final, não é fácil tirar sete pontos, porque à medida que vão passando os jogos, vai estreitando o funil. Mas cabe ao Atlético fazer bem sua parte e ter esperança, porque no futebol tudo é possível, e eu já vi acontecer de tudo.

Partida traiçoeira

Além de Cruzeiro e Palmeiras, o comandante atleticano mencionou outra partida que pode ser traiçoeira para o time de Cuca: o clássico entre Santos e Palmeiras. Em todas as respostas sobre a corrida pelo título, porém, Marcelo ressaltou que de nada adianta os adversários tropeçarem se o Galo não fizer sua parte. E quase que de forma perfeita.

- A questão do Atlético é essa: melhorar o seu desenvolvimento em campo, sua produção, ser um time mais equilibrado, mais regular. Internamente, a gente pode até analisar um ou outro jogo do adversário. Cruzeiro e Palmeiras, Santos e Palmeiras é um clássico regional, e este jogo é na Vila Belmiro. Mas também temos que saber que vamos jogar com Palmeiras e Flamengo. É muito difícil essa situação de apostar em alguma coisa que não depende de nossa própria força. Por isso, vamos apostar no nosso próprio desempenho e deixar que as coisas aconteçam por lá.

Fonte: GE

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top