GuidePedia


Na última quinta-feira, o presidente do STJD, Ronaldo Piacente, voltou atrás da sua decisão e resolveu arquivar o pedido de impugnação do Fla-Flu, feito pelo Fluminense. O recuo causou revolta no clube, que pediu explicações ao tribunal. Questionado sobre o assunto, o técnico Levir Culpi usou sua conhecida sinceridade e disse que o Tricolor saiu lucrando com isso, olhando pelo aspecto ético, já que não é legal comemorar um gol impedido.
– Hoje o presidente veio aqui, reuniu todos e achei muito bacana o que ele colocou, que o clube fez a sua obrigação. Porque ficou claro, visível, todo mundo percebeu o que aconteceu durante o jogo. Mas eu acho que o Fluminense sai lucrando com essa decisão, porque na verdade havia o impedimento ali. Um gol impedido não é uma coisa para você comemorar. Nesse aspecto ficou bom para o Fluminense. Mas ficou claro que o Fluminense não pode deixar passar uma arbitrariedade que aconteceu durante a partida – comentou o técnico.
O treinador tricolor acredita que esse caso pode ajudar o futebol brasileiro. Segundo ele, isso pode alertar a CBF para que esse tipo de coisa não volte a acontecer nas partidas.
– Foi um situação marcante que vai abrir os olhos da CBF para não seja repetida. Acho que o quadro de arbitragem precisa ser profissionalizado. Acho que a CBF precisa pensar isso – comentou.
Fonte: Lancenet
Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top