GuidePedia


Todos que convivem com este blog são testemunhas de que, faz bastante tempo, venho afirmando que o regulamento do Campeonato Brasileiro deveria inibir a possibilidade de qualquer venda de mando de campo e, a explicação é mais do que simples, na medida em que beneficiaria os clubes de maior poder econômico, tornando desigual a competição.

Isto sem falar no básico, no beabá, qual seja preservar a moralidade do campeonato, até porque, à Rainha da Inglaterra, não basta ser honesta. Tem que parecer honesta. Como o regulamento atual é omisso, o Palmeiras foi beneficiado quando o América Mineiro vendeu o seu jogo, saindo de casa para jogar na fronteira do Paraná com São Paulo.

Hoje, a CBF baixa uma norma proibindo a venda de jogos para outro estado, o que equivale a dizer que o Flamengo terá que jogar contra o mesmo América Mineiro em Belo Horizonte.

Liguei para o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero e, ouvi dele que os 20 clubes que disputam o campeonato aprovaram o regulamento permitindo a venda de jogos, desde que, houvesse a concordância dos dois clubes, o que vendeu e o adversário. Segundo o presidente da CBF, a medida de hoje visa evitar desequilíbrio na reta final da competição. Disse a ele que não haveria nenhum torcedor do Flamengo que não fizesse uma única indagação: Por que esta medida não foi tomada na semana passada? Se fosse, valeria para Palmeiras e para o Flamengo… Agora, só ficou valendo para o Flamengo.

Não estou aqui afirmando que houve qualquer tipo de ação para favorecer o Palmeiras e prejudicar o Flamengo. Acho apenas que, começou tudo errado e, vai terminar pior ainda.

A venda de um mando de campo só pode ser feita se houver unanimidade. Se os 20 concordarem. Aí jamais um terceiro será prejudicado. Tomara que no ano que vem isto seja corrigido. Meu Deus, é tão simples…

Fonte: Blog do Kleber Leite

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top