GuidePedia


O final de ano vem chegando e, mais do que natural que os clubes comecem a planejar 2017.

Para uns, que longe estão de qualquer possibilidade de conquista por agora, mexer os pauzinhos é mais do que pertinente e, se algo for divulgado, não há nada a perder.

O problema é para quem tem que planejar e, ao mesmo tempo está na luta por um título de campeão brasileiro ou da Copa do Brasil. Diria mesmo que, situação idêntica tem qualquer clube que ainda esteja lutando por uma vaga na Libertadores.

Todos sabem a importância de se estar em paz, em meio a uma disputa. Uma notícia divulgada dando conta do interesse – ou acerto – de um clube com um jogador, no ato, repercute internamente e, na maioria das vezes, de forma negativa no elenco.

Por isso entendo as dificuldades dos dirigentes, pois já passei por isso. Agora mesmo, sai em tudo que é lugar que o Flamengo está acertado com Felipe Melo, jogador de temperamento complicado e explosivo, de 33 anos.

Todo cuidado deve ser pouco na depuração do nosso elenco para o ano que vem, onde contratar é preciso, porém de maneira cirúrgica, onde seja mínima a possibilidade de erro.

O tempo, como sábio conselheiro, ajuda a quem quer ser ajudado, o que é o caso de quem dirige o futebol do Flamengo. Não acreditem em tudo que aparece por aí no noticiário por dois motivos básicos. Primeiro, em se tratando de Flamengo, pelo fato de não ser um bom momento para se falar em contratação e, principalmente, pelo fato destes dirigentes estarem mais “cascudos”, pois quem é sensível e competente, o tempo ajuda.

Isto aqui colocado quer dizer que deva se ficar parado, tentando o título e ignorando 2017? Claro que não! Aí entra a colocação francesa que é perfeita: Savoir faire (Saber fazer). Na encolha, na moita, discretamente, com elegância e SABEDORIA…

Ainda intrigado

Um dos comentários do blog me inspirou para deixar aqui, de forma bem clara, que até agora não consegui entender e digerir esta confusão criada pelo STJD.

Sou de um tempo em que os dirigentes, por mais vaidosos que fossem, colocavam este tipo de interesse pessoal no final da fila…

Vocês repararam a confusão criada, a troco de nada? E, o impacto negativo, comprometendo a credibilidade do campeonato e do próprio futebol brasileiro?

Se houve um grande erro, alguém errou. Quem vai cobrar e quem vai pagar?

A sensação que tenho hoje, é como se um crime tivesse sido cometido sem que houvesse a preocupação de procurar saber quem cometeu e, por que cometeu.

Será que esta lambança vai ficar por isso mesmo?

Emoção

Confesso que a ansiedade é enorme pelo reencontro com o nosso time e, na nossa casa, no velho e incomparável Maraca.

Incrível o sentimento coletivo. A correria dos rubro-negros atrás dos ingressos foi impressionante, mas em se tratando de Flamengo, mais do que esperado.

Vi na televisão uma matéria feita nas bilheterias do Maracanã, em que cada depoimento era um mar de emoções. Com que alegria, com que prazer, com que ansiedade, cada entrevistado deixou extravasar o amor pela nossa paixão maior…  Que loucura…

Vou chegar cedo. Quero saborear cada momento. Quero ver tudo nos mínimos detalhes. Quero voltar a ser feliz…

E, há como ser plenamente feliz, distante desta paixão avassaladora?

Fonte: Blog do Kleber Leite

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top