GuidePedia


A mudança confirmada no último domingo, com o aumento de quatro para seis classificados via Campeonato Brasileiro para a Libertadores da América, ainda traz debates intensos a respeito, como aconteceu nesta quarta-feira no Seleção SporTV. O jornalista Vitor Guedes acredita que a mudança é um “tiro no pé” para o Campeonato Brasileiro, e que o pensamento todo na Libertadores desvaloriza uma competição que acredita ser mais difícil que a continental.

- Achei essa mudança um tiro no pé. Os clubes ficaram felizes com mais vagas, mas vai piorar muito o campeonato. Quem disputa o título hoje já começa o campeonato pensando em vaga, são os “exu flanelinhas”, todo mundo atrás de vaga. O Campeonato Brasileiro é um campeonato que todo mundo joga durante o ano inteiro, Libertadores você pode cair numa noite, vão abrir o campeonato falando em G-6. Acho uma mudança péssima para o Campeonato Brasileiro, uma desvalorização - avaliou.

Vitor Guedes lembrou que, apesar do sonho dos clubes brasileiros de irem à Libertadores, há três anos um time do país não chega à decisão. O último deles foi o Atlético-MG, em 2013, quando foi campeão diante do Olimpia, do Paraguai.

- Há três anos o Brasil não faz o finalista da Libertadores, e passamos todos os anos dizendo "vamos para a Libertadores". Obrigado por nada. E vai ser mais um ano em que vai ficar jogando um campeonato que é o mais importante do país pensando no próximo campeonato, mais times pensando nisso, menos gente pensando no título. O Brasileirão vai virar uma pré-Libertadores gigante e interminável. Espero que os clubes grandes continuem pensando em título.

O jornalista ainda lembrou que, desde 2003, com o Brasileiro em sistema de pontos corridos, um time que chega ao título da Libertadores não fica na briga pelo título brasileiro, e cita exceção próxima disso o Internacional que foi campeão continental em 2006 e vice do Brasileiro no mesmo ano.

- Quando (um time) jogava a Libertadores, o que acontecia aqui? O Renato Gaúcho teve a frase mais famosa, da "brincadeirinha", e ele falou que todo mundo pensa e faz, e que ele só externou. Desde que inventaram isso aí um time nunca foi campeão brasileiro e da Libertadores. O Inter teve um ano que foi vice (em 2006), mas o São Paulo tinha uns 800km de distância, e só. E se você ganha a Libertadores, em tese você tem time para ganhar o Brasileirão. Acho um colonialismo gigantesco a desvalorização que a gente faz do Brasileiro em prol da Libertadores. Não acho que Libertadores seja nada, mas o fato de a gente desvalorizar a gente como se só importasse (a Libertadores)... É mais difícil ganhar de um time da Bolívia ou ganhar do rival do outro estado? Acho que devia valorizar mais um Corinthians x Flamengo e um Cruzeiro x Grêmio do que um Santos x Once Caldas. Não estou dizendo que não tem que ganhar a Libertadores, mas essa obsessão que a gente tem agora vai ficar pior - concluiu Vitor Guedes.

Fonte: SporTV

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top