GuidePedia


A imprensa mundial repercutiu nesta terça-feira a morte de Carlos Alberto Torres, capitão da seleção brasileira na conquista do tricampeonato mundial de 1970, no México. O diário inglês "Mirror" publicou a seguinte manchete em sua página na internet: "Carlos Alberto morreu: o lendário capitão campeão do mundo morreu, aos 72 anos".

O também britânico "The Sun" também seguiu uma linha parecida com o "Mirror" ao informar a morte do eterno capitão do tri: "Carlos Alberto morreu: capitão do Brasil campeão de 1970 morreu aos 72 anos". A publicação lembra ainda do golaço marcado por Torres na vitória por 4 a 1 sobre a Itália na final da Copa do Mundo do México.

O diário francês "L'Equipe" lamentou a morte de Carlos Alberto Torres e publicou a seguinte informação: "Carlos Alberto Torres foi vítima de um ataque cardíaco aos 72 anos nesta terça-feira. Campeão do mundo em 1970 com o Brasil, ele era o capitão do time. Marcou um gol histórico com passe de Pelé na final da Copa contra a Itália (vitória por 4 a 1). Muitos consideram esse o gol mais bonito da história dos Mundiais".

A rede britânica "BBC" também destacou a morte do capitão em sua página na internet. Escreveu o seguinte: "Ele marcou um dos maiores gols na história da Copa do Mundo de 1970, na final contra a Itália. Ele também ganhou títulos nacionais com Fluminense e Santos. Morreu no Rio de Janeiro, vítima deu um ataque cardíaco". 

O site "Eurosport" também destacou o golaço na vitória por 4 a 1 sobre a Itália na final da Copa do Mundo de 1970 para lembrar de Carlos Alberto Torres. E publicou: "Descanse em paz".

Na Catalunha, o diário "Sport" também destacou em sua página na internet a morte de Carlos Alberto Torres. Lembrou do título mundial de 1970, e assim como outros veículos fez referência ao golaço do lateral-direito na final do Mundial de 1970, no México.

Ainda na Catalunha, o "El Mundo Deportivo" também destacou os clubes que Torres defendeu ao longo da carreira, lembrando que ele encerrou sua carreira como jogador no Cosmos, dos Estados Unidos. Sobre o título da Copa de 1970, além do golaço que marcou na final, a publicação citou o esquadrão brasileiro que jogou no México ao lado do eterno capitão: Pelé, Gerson, Tostão, Jairzinho e Rivelino.

Em Madri, capital espanhola, o diário "AS" publicou a morte de Carlos Alberto Torres lembrando que ele foi ídolo de Fluminense, Botafogo, Flamengo e Santos, além do Cosmos em que jogou ao lado de Pelé e Beckenbauer. Conquistou títulos importantes como duas ligas brasileiras (1965 e 68), uma Recopa Sul-Americana em 1968. Como treinador, ganhou o Campeonato Brasileiro de 1993 com o Flamengo e a Copa Conmebol de 1983 com o Botafogo.

Fonte: GE

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top