GuidePedia

Jogadas de bola parada são uma ótima alternativa para quebrar retrancas quando o gol está difícil de sair. Isso porque boa parte das bolas na rede nesse quesito vem diretamente do treinamento das equipes, surpreendendo o adversário. Claro que um bom batedor de faltas e escanteios é de enorme ajuda, assim como finalizadores certeiros. Nessa mistura de treino com precisão, o destaque, não à toa, é o líder Palmeiras, mas, jogador por jogador, Gustavo Scarpa, do Fluminense, entra em cena. O Espião Estatístico traz aqui o detalhamento dos gols que nascem diretamente das famosas bolas paradas, com um cruzamento de dados da primeira rodada até a 31ª do Campeonato Brasileiro. Confira os rankings por clube e atleta!

PALMEIRAS: BATEDORES PRECISOS, DEFENSORES MORTAIS

Uma estatística impressionante coloca o Palmeiras na liderança entre os clubes que mais se utilizaram do expediente de bolas paradas: dos nove gols marcados, oito foram de cabeça e todos eles feitos por defensores. Vitor Hugo é quem mais se dá bem pelo alto, com quatro bolas na rede, seguido pelo companheiro de zaga Yerry Mina (dois), e Thiago Martins e Thiago Santos, com um tento cada.

Mas nenhum deles teria tanto sucesso não fosse a precisão de Dudu, Jean e Cleiton Xavier, principais responsáveis por alçar a redonda na área. Sobretudo o atacante, que deu assistência em seis lances de bola parada. Jean foi garçom em duas oportunidades, e Cleiton, que oscila entre a reserva e a titularidade, em uma.

Santos e Coritiba dividem a segunda posição. Se os paranaenses dependem muito dos levantamentos do veterano Juan (embora Raphael Veiga tenha aparecido com destaque recentemente), o Peixe tem em seu meio-campo ótimas opções para bola parada: Vitor Bueno tem chute certeiro, e Jean Mota e Lucas Lima são os mais indicados para dar assistências.



Gustavo Scarpa sustenta sozinho todos os números do Fluminense nesta lista, com gols de falta e assistências em faltas cruzadas para a área ou em escanteios. O meia deu sua contribuição duas vezes em cada uma das opções.

O vice-líder Flamengo também ocupa posição de destaque no ranking, já que conta com os serviços dos meias Diego e Alan Patrick para abastecer seu ataque quando podem ajeitar a bola no chão para cobrar faltas e escanteios. Um detalhe curioso: dos cinco gols de bola parada do Fla no Brasileirão, dois foram marcados contra o patrimônio (Felipe Azevedo, da Ponte Preta, e William Matheus, do Fluminense). 


Fonte: GE 

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top