GuidePedia


O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, garantiu não temer uma punição ao clube, como a perda do direito de jogar as próximas partidas no estádio. O Flamengo ainda pretende mandar no Maracanã os jogos contra Botafogo, Coritiba e Santos.

- Acho que não (há risco), porque o policiamento agiu com presteza. É triste ver um policial que está trabalhando ser covardemente agredido como foi - disse.

O Corinthians, porém, discorda da presteza da polícia. Em nota divulgada na noite de domingo, o clube paulista disse que os policiais tiveram uma “atitude covarde” com a torcida corintiana.

Leia a íntegra da nota:

“O Sport Club Corinthians Paulista repudia a atitude covarde tomada pela Polícia Militar do Rio de Janeiro após o jogo da tarde deste domingo (23) contra a equipe do Flamengo.

“A fim de capturar 40 torcedores que supostamente se envolveram em briga com policiais, a PM aprisionou 3 mil torcedores do Corinthians no Estádio do Maracanã, fez com que todos eles tirassem a camisa e está liberando a saída de cinco em cinco pessoas.

 “É inaceitável que uma briga aconteça dentro do estádio entre alguns torcedores e a Polícia e a mesma não tenha capacidade de prender em flagrante os envolvidos, fazendo com que todos os outros corintianos que lá estejam sejam agredidos como cidadãos.

“A segurança dentro dos estádios já não está boa há muito tempo. Esta ação covarde e despreparada da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro é mais um triste episódio. A barbaridade cometida esta noite precisa ser avaliada pelas autoridades públicas competentes, a fim de que as pertinentes punições não se restrinjam aos torcedores envolvidos na briga.

“O Corinthians exige uma atitude urgente do Secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro para punir o descalabro perpetrado esta tarde por policiais militares no estádio do Maracanã”.

Fonte: O globo

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top