GuidePedia


Voltar ao Maracanã foi um bom negócio para o Flamengo, ainda que a preparação do estádio tenha sido feita às pressas. O jogo contra o Corinthians, o primeiro do Rubro-Negro no estádio em 2016, não só teve uma receita bruta de mais de R$ 3,2 milhões – a maior do Brasileirão-2016 – como também proporcionou ao clube embolsar R$ 1,8 milhão como resultado final.
Como foi a primeira partida depois do “furacão” Rio-2016, com quatro cerimônias e muitas coisas a serem retiradas, o Flamengo precisou arcar com o custo de preparação do estádio. E o valor de R$ 344.191 foi descontado do borderô da partida. Esse e o já conhecido “custo operacional do estádio”, que bateu R$ 414.908, foram os itens que mais geraram reduções à receita bruta. Nem a taxa da Ferj, que foi de R$ 158,1 mil, chegou perto.
Com isso, o total de despesas operacionais do jogo foi de R$ 1,26 milhão. Colocando na balança ainda repasses previstos em lei, como aos Escoteiros, por exemplo, o resultado final do jogo chegou a R$ 1.874.168,05.
Como R$ 281.125,21 foram penhorados, o Flamengo, efetivamente, levou para casa R$ 1,59 milhão.
– Foi extremamente positivo. 55 mil pessoas presentes, renda de R$ 3 milhões, você não vê todo dia – avaliou o presidente Eduardo Bandeira de Mello, que já avisou:
– Vamos mandar os outros três jogos aqui. Estamos inclusive vendendo os pacotes para os sócios-torcedores. Quanto a isso, não há dúvida.
Flamengo x Palmeiras, em Brasília, teve mais pagantes (54.665), mas a partida contra o Corinthians, no Maracanã, teve cerca de R$ 400 mil de receita bruta a mais, tendo aproximadamente 400 pagantes a menos (54.250). O detalhe é que o Flamengo x Corinthians teve 11.493 gratuidades.
O próximo clube a usar o Maracanã será o Fluminense, na sexta-feira, contra o Vitória.
Fonte: Lance
Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top