GuidePedia


O candidato a prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB) se reuniu nesta sexta-feira, no Humaitá, com os presidentes dos quatro grandes clubes do Rio e o presidente da Federação de Futebol do Rio, Rubens Lopes, em almoço promovido pelo empresário João Paulo Magalhães Lins, dono do clube Boavista. Antes do encontro, o Flamengo teve uma reunião privada com o candidato.

— Existe uma série de parcerias que um clube como o Flamengo pode fazer com a prefeitura. Tem uma demanda com relação a um estádio de pequeno porte na Gávea. O Maracanã hoje é um assunto do governo estadual, mas, se não for viabilizado, existe a possibilidade de um estádio próprio e vamos precisar do apoio da prefeitura, ainda que seja uma parceria sem aporte de verba pública — afirmou Bandeira de Mello. — Ele ouviu com simpatia e entendo que concorda. Mas não teve promessa e não era ambiente para isso.

Bandeira de Mello afirmou que se encontrará com o candidato Marcelo Freixo (PSOL) na semana que vem. A data ainda não está confirmada, assim como a presença de outros representantes de clubes cariocas. O presidente rubro-negro destacou ainda que a reunião não significa um apoio do clube a qualquer um dos candidatos.

— No primeiro turno, tivemos alguns encontros, inclusive com o Crivella. E ainda vamos ter um encontro com o Freixo antes do segundo turno. O Flamengo não pode se posicionar, mas tem obrigação de se encontrar com os candidatos — disse.

Bandeira de Mello afirmou não ter ocorrido qualquer constrangimento entre clubes e federação.

— Temos divergência políticas e esportivas, mas, depois da audiência (no Tribunal de Justiça, em junho), podemos discutir ideias num ambiente de cordialidade — afirmou.

O presidente do Fluminense, Peter Siemsen, que recentemente se envolveu numa disputa pública na tentativa de anulação do clássico contra o Flamengo, também negou qualquer constrangimento no encontro.

— Pode pensar o que quiser, mas não teve nenhum constrangimento. Almoçamos juntos e o respeito muito. Decisão do STJD é decisão do STJD — disse o presidente tricolor.

O dirigente disse que ter ido à reunião para ouvir a proposta do candidato a prefeito, mas que não houve um encontro individual com representantes do Fluminense. Embora não exista uma reunião marcada com o Freixo, ele se colocou à disposição para um encontro.

— Estamos disponíveis sempre que convidados. Neste caso, o convite foi do dono da casa, João Paulo Magalhães Lins — afirmou.

Fonte: O globo

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top