GuidePedia


No  início da noite do dia 28 de agosto, após vitória do Flamengo por 3 a 1 contra a Chapecoense, na Arena Condá, e do Palmeiras por 2 a 0 em cima do Fluminense, no Mané Garrincha, deu-se início àquela que pode ser a disputa pelo título mais acirrada da história do Campeonato Brasileiro. Foi nessa data, na 22ª rodada, que o time rubro-negro chegou à vice-liderança da competição e passou a rivalizar diretamente com o Alviverde. Desde então, cariocas e paulistas mantêm alto aproveitamento (80,9%), o mesmo número de gols marcados (12) e leve diferença nos gols sofridos (5 a 4 para o Palmeiras).

Nas sete rodadas seguintes, a diferença de pontos entre os times nunca esteve menor que um ponto e nunca maior que três pontos. Na próxima rodada, se o Flamengo vencer o clássico contra o Fluminense e o Palmeiras derrotar o Cruzeiro, pela primeira vez, eles estarão em igualdade de pontos, porém, com o Alviverde à frente, pelo melhor saldo de gols.     

- Eu projeto essa igualdade até o final. Andei fazendo um apanhado dos próximos jogos de cada um e os times vão jogar, rigorosamente, da mesma maneira: em casa e fora. O último jogo do Flamengo é contra o Atlético-PR e o Palmeiras é contra o Vitória, em Salvador. Então, projeto essa igualdade, esse pareamento, até o final - disse Eraldo Leite, da Rádio Globo/RJ.

Também presente no Redação SporTV, Dani Monti acredita que as próximas cinco rodadas podem ser um novo marco no Campeonato Brasileiro. Segundo o jornalista italiano, já que os jogos do Flamengo seriam, em tese, mais difíceis que os do Palmeiras, ou o Rubro-Negro consegue manter a diferença de três pontos e tentar dar o "bote" na reta final da competição ou o time alviverde abre vantagem e coloca uma mão na taça.

- As cinco próximas rodadas são mais difíceis para o Flamengo do que para o Palmeiras. Acho que esse mês, de repente, se o time rubro-negro se mantiver, pelo menos, na mesma diferença de pontos, acho que vai até o final essa briga. E a gente vê esse número de 80,9% de aproveitamento e é um número absurdo. E os dois times de frente estão com aproveitamento lá em cima, mas ninguém pode errar, porque o Atlético-MG pode chegar e os dois continuam nessa briga linda pela primeira colocação - comentou Dani Monti. 

Entretanto, para o jornalista Fábio Seixas, o fato de terem mais vagas classificando para a Libertadores em 2017 acabou acomodando os clubes que poderiam ameaçar Flamengo e Palmeiras na luta pelo título do Brasileirão. Além disso, para o profissional, cariocas e paulistas são os times que vêm apresentando, há algum tempo, o melhor futebol do campeonato.

- Flamengo e Palmeiras são os times de melhor futebol no campeonato. Os técnicos conseguiram trabalhar seus elencos, que talvez o do time rubro-negro seja superior, mas são os melhores times da competição. Agora, o fato do G-4 ter virado G-6, de certa forma, acomodou os times que estavam na briga. Inclusive, Galo e Santos. Porque, se eles tinham que jogar toda a rodada com faca nos dentes para se manter no G-4, agora a tarefa é mais fácil. Então, não consigo ver alguém se intrometendo nessa briga entre Flamengo e Palmeiras - afirmou Fábio Seixas, antes de completar, analisando as partidas contra Santa Cruz e América-MG, no final de semana.

- Foi idêntica também a maneira como os times encararam os jogos de ontem. Coincidência ou não, os dois fizeram gols logo no começo e, depois, cozinharam os jogos. Tanto o Palmeiras, em Londrina, quanto o Flamengo, em São Paulo, fizeram um primeiro tempo bem ruins, pouco atacaram os adversários, e seguraram no segundo tempo. E o Cuca e o Zé Ricardo falaram isso, nas coletivas, em jogos "inteligentes", ou seja, jogaram para o gasto e fizeram os três pontos. Com isso, a diferença se manteve - concluiu.   
    
Fonte: GE

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top