GuidePedia

 
O zagueiro Xandão, ex-São Paulo, poderia estar disputando o título do Campeonato Brasileiro, pelo Flamengo, ou da Copa do Brasil, pelo Internacional. Mas hoje ele luta por um lugar entre os titulares de um time que acabou de subir da segunda divisão no futebol da Rússia. E está muito orgulhoso da decisão.

"Quando saí do Brasil, em 2011, eu tracei uma meta de carreira: jogar pelo menos até os 30 na Europa. Esse sempre foi o meu objetivo. Eu fui disciplinado em relação a isso e optei por seguir na Rússia. Não dei abertura para as propostas que vieram do Brasil", revelou o jogador ao UOL Esporte.

O time em questão é o Anzhi Makhachkala, que ficou conhecido por aqui quando contratou o camaronês Samuel Etoo, o brasileiro Roberto Carlos e por duas temporadas esteve entre os times mais ricos do planeta. "Aquele Anzhi é bem diferente do time atual. Hoje temos um projeto muito mais pés no chão do que aquele. O dono do time é o mesmo. Ele só percebeu que fazer as contratações galácticas não deu certo e recomeçou tudo com muito mais bom senso", contou.

Bom senso, também, foi o que fez o jogador ficar na Rússia. Até a temporada passada, ele era jogador do Kuban Krasnodar, um time de uma região no sudeste russo, longe da capital Moscou. Quando seu contrato terminou, o brasileiro estava sem receber há alguns meses e teve até mesmo de apelar para a federação local para receber. "Eu tinha algumas opções. Vieram propostas da Ásia e do Oriente Médio, além de sondagens como as do Inter e do Flamengo. Mas não veio nada dos grandes mercados europeus, que era o que eu buscava. Então, decidi ficar em um local que eu conheço, em um projeto no qual acredito e em um futebol ao qual já estou adaptado".

A simples opção por permanecer onde está é algo que Xandão só conquistou recentemente. Desde a época em que subiu aos profissionais no Guarani, aos 19 anos, até sua saída do Sporting, aos 25 anos, o controle da carreira não estava em suas mãos. Assim que apareceu no clube de Campinas, conquistando o acesso à elite do Campeonato Paulista e à Série B do Brasileirão, ele assinou um contrato de gestão de carreira com a Traffic. Na prática, eram os empresários, e não ele, que escolhia onde ele iria jogar.

Fonte: Uol

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top