GuidePedia


Há menos de um mês no comando da Comissão Nacional de Arbitragem, Coronel Marinho se manifestou sobre o lance polêmico do Fla-Flu da última quinta-feira. Na visão dele, não houve interferência externa no gol anulado do Fluminense, em entrevista à Rádio Globo. Contudo, apenas na segunda-feira ele divulgará qual será o desdobramento do caso.

- Amanhã (segunda-feira) vamos decidir, falamos em equipe, não é arbitro e nem assistente. Vamos avaliar tudo com muita calma. Já discutimos, avaliamos e eles (trio de arbitragem) sabem bem o que vai acontecer – disse. 

Coronel Marinho contou que conversou com árbitro Sandro Meira Ricci e o assistente Emerson Augusto de Carvalho. Ele se mostrou convencido com o que ambos relataram sobre o acontecimento do Fla-Flu. A dupla negou que tenha havido interferência externa. 

- Não houve interferência, até porque todo mundo falava. Não é o delegado que muda posição de um arbitro ou assistente. O que vale é que assistente e árbitro me confidenciaram. Isso que está valendo. Vamos em frente. 

No entanto, Sandro Meira Ricci e Emerson Augusto de Carvalho foram criticados pela forma como conduziram o lance e a demora em tomar uma decisão. A partida ficou praticamente 13 minutos parada. 

- Não é bom, o procedimento não foi o correto, já conversamos com eles. Isso suscita algumas coisas, parece que há complô, coisa arrumada, e não existe isso.  Não há interferência que querem falar que teve, paciência. Deu motivo para ter essa polêmica, discussão. 

De acordo com uma leitura labial feita pelo programa Esporte Espetacular, da Rede Globo, o especialista afirma que o inspetor de arbitragem, Sérgio Santos, avisou ao árbitro que Henrique estaria impedido: “A TV sabe. A TV sabe que não foi gol”. O inspetor negou a fala. 

- Existe o delegado e o inspetor de confiança da arbitragem. São duas figuras que ficam dentro do campo. O correto é não interferir em nada. E repito: não é o delegado que influenciou, todo mundo estava falando. Conheço o Emerson (auxiliar) há muitos anos, tem uma capacidade fantástica. Queria fazer o melhor e acabou prejudicado - disse Coronel Marinho.

O lance polêmico 
Aos 39 minutos do segundo tempo do Fla-Flu de quinta-feira, disputado em Volta Redonda, o Fluminense marcou o que seria o gol de empate com o zagueiro Henrique. Tanto Sandro Meira Ricci quanto Emerson Augusto de Carvalho anularam o gol. Após pressão dos jogadores tricolores, voltaram atrás e validaram o tento. Foi a vez de os flamenguistas reclamarem e uma enorme confusão foi formada, com as duas equipes cercando o trio de arbitragem. No fim, o gol foi anulado novamente.

Fonte: GE 

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top