GuidePedia


O Corinthians não está sozinho na briga para recontratar Jadson. De acordo com Marcelo Robalinho, empresário que representa o meia há anos, outros três times da Série A do Brasileiro já fizeram contato.

“Tivemos quatro procuras oficiais, de clubes interessados em saber detalhes financeiros”, reconhece Robalinho. Por questão de ética, o empresário não quis citar os nomes.

Na última semana, a diretoria alvinegra revelou a intenção de contratar pelo menos dois grandes reforços para 2017. O atacante Marcelo Moreno e o próprio Jadson encabeçam a lista.

O foco do meia neste exato momento não é voltar ao Brasil, mas garantir o acesso do Tianjin Quanjian à elite do futebol chinês. O campeão brasileiro pelo Corinthians no ano passado está de olho em um prêmio em dinheiro prometido pelo dono do Tianjin em caso de promoção para a primeira divisão. Os valores não foram revelados, mas são astronômicos.

Dinheiro não tem sido problema no Tianjin, que paga R$ 1,5 milhão por mês de salário a Jadson - Luís Fabiano ganha R$ 1,4 milhão, enquanto Geuvânio fatura cerca de R$ 900 mil. Responsável por levá-los para a China, Vanderlei Luxemburgo embolsou algo em torno de R$ 45 milhões durante sua aventura do outro lado do mundo.

“O Jadson tem mais um ano de contrato e o clube chinês, inclusive, gostaria de renovar o vínculo. A família também está bem adaptada à vida na China, então, um retorno ao Brasil dependeria muito do aspecto financeiro”, explica Robalinho.

“Se chegasse alguma coisa muito boa do Brasil…”

O Tianjin é o líder da segunda divisão chinesa com 56 pontos, a três do Guizhou Toro e do Qingdao Hainiu. Restam duas rodadas e apenas os dois primeiros colocados sobem. O próximo jogo, em 15 de outubro, será contra o Toro, na casa do adversário. Um empate já garante o acesso, já que o Tianjin tem 13 gols a mais de saldo.

Fonte: Jorge Nicola

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top