GuidePedia

As novidades do calendário aprovado pela Conmebol para a partir do próximo ano também atingirão a Copa Sul-Americana. A confederação divulgou na madrugada desta segunda-feira uma nota oficial em que ratifica as alterações na Taça Libertadores e confirma que a segunda competição mais importante do continente também passará a ser mais longa, disputada desde o começo do ano, a partir de 2017. 

A Sul-Americana também passará a contar com um maior número de participantes, uma vez que ganhará vagas "repescadas". Dez dos 16 clubes eliminados na fase de grupos da Libertadores - os oito terceiros colocados e os dois melhores quartos - ganharão um lugar na fase de grupos da Sul-Americana, em um sistema parecido com o que a Uefa põe em prática entre Liga dos Campeões e a Liga Europa. 

- O objetivo destas reformas é potencializar o futebol sul-americano por meio de uma estratégia integral, que permita gerar e trazer mais valor para seu desenvolvimento. O calendário anual aprovado nos permitirá fomentar a qualidade dos torneios locais de cada país e elevar o nível das competições continentais para serem mais competitivos a nível global - diz o presidente Alejandro Domínguez na nota oficial.

 
O documento também confirma as mudanças na Taça Libertadores, que já haviam sido anunciadas pela CBF na noite do último domingo. O Brasil ganhará mais duas vagas na fase preliminar do torneio, fazendo com que a zona de classificação no Brasileirão chegue até o sexto colocado. Ao todo, serão 44 participantes na Libertadores - seis a mais que atualmente. Argentina, Colômbia e Chile ganharam mais uma vaga fixa, assim como o campeão da Copa Sul-Americana.

A Conmebol afirmou que a Libertadores será disputada "do fim de janeiro ou começo de fevereiro até o fim de novembro ou começo de dezembro" e marcou uma nova reunião para o dia 17 de outubro, na qual estarão presentes equipes já classificadas para a Taça Libertadores do ano que vem, que opinarão sobre as mudanças. Nenhuma equipe brasileira tem vaga garantida até o momento, já que a Copa do Brasil ainda está nas quartas de final, e o Brasileirão ainda tem 10 rodadas a serem disputadas.

- Hoje em dia, o futebol sul-americano produz os melhores jogadores do mundo e conta com as torcidas mais apaixonadas. Sem dúvida, nas últimas décadas, vimos uma queda em nosso desempenho esportivo, sofremos grandes fugas de talento e perdemos fãs diante de outros mercados. Estas mudanças buscam melhorar a qualidade de nossos torneios para gerar mais receita que nos permita investir mais recursos no desenvolvimento do futebol, em todos os seus formatos, e fechar a brecha econômica que vem minando nossa competitividade esportiva - completou Alejandro Domínguez.

Fonte: GE

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top