GuidePedia


A data e o local em que Vasco e Flamengo irão decidir o Estadual de basquete continuam sem resposta. Em um documento publicado em seu site oficial, nesta sexta-feira, a Federação de Basquete Estadual do Rio de Janeiro afirmou que enviou um e-mail ao Flamengo e, como não obteve resposta, a terceira e decisiva partida da série melhor de três está declarada sem data, até que o mandante, no caso o próprio Rubro-Negro, aponte um local e dia para a realização do duelo. Segundo o vice-presidente do clube, Alexandre Póvoa, o Fla enviou uma proposta à Federação no final da tarde de sexta, após a publicação do documento, para que a partida seja realizada no dia 6 de dezembro, no Tijuca, mas ainda não obteve resposta. Póvoa afirma que a data tem justificativa. 

-  Nossa proposta é para o jogo acontecer no dia 6/12, pois tem espaço na tabela da Liga. Vai ter uma janela de nove a 10 dias para a final da Sul-Americana. É em uma terça-feira, não tem jogo de futebol, não tem nada.

Segundo o dirigente, a Federação entrou em contato com o Flamengo às 11h15 (de Brasília) desta sexta para indicar o local da terceira partida. Recusando-se a jogar de portões fechados novamente, o clube, então, buscou possibilidades de ginásios. Dessa forma, o duelo não poderia ser nesta sexta, nem sábado, uma vez que, por ter partidas do Fluminense e do Botafogo pelo Campeonato Brasileiro, o Gepe não teria contingente para fazer a segurança do jogo. No domingo, o Rio de Janeiro terá eleições municipais. E, por conta de compromissos com a Liga Nacional de Basquete, o Rubro-Negro não poderia mandar suas partidas na segunda e na terça.

- O Flamengo até questionou sobre a possibilidade de jogar no sábado às 11h da manhã ou às 20h, mas o Gepe explicou que o efetivo seria o mesmo do jogo de futebol entre Botafogo e Coritiba. Hoje (sexta-feira), corremos atrás o dia todo. O Tijuca disse ter condições de receber a partida na segunda e terça. Antes disso, ficamos quase uma hora com a Liga de basquete (LNB) pelo telefone. Segunda tem o Media Day (dia da mídia) e terça a apresentação oficial em São Paulo. A Liga disse que terça podíamos esquecer, pois o clube que não comparecer ao evento será multado, o que está previsto há três meses. Segunda ficou de ser conversado.

Além disso, por ser feriado (dia do servidor público), o Flamengo não conseguiu tirar as licenças necessárias, como alvará do corpo de bombeiros, em tempo hábil. Nessa conjuntura, o Fla entrou em contato às 18h (de Brasília) com a Federação para explicar a situação, mas o documento oficializando a partida sem data já estava publicado. 

- Infelizmente, a Federação foi embora e não viram o nosso e-mail. Lamentável. Vocês só devem encontrar com eles agora na segunda, às 13h. Trabalhamos com todas as possibilidades e, quando mandamos o ofício para a FBERJ, às 18h, todos tinham ido embora. Parecem não estar preocupados com a final do campeonato. A gente trabalhou o dia inteiro, mandou o ofício para a Federação, e a Federação solta um oficio, antes das 18h da tarde, dizendo que o Flamengo não respondeu e por isso o jogo está adiado sem data. Não dá nem para qualificar essa carta, é lamentável - afirmou Póvoa que afirmou que não seria "irresponsável" de mandar uma partida com torcida na Gávea contra o Vasco.

Se for confirmado a partida em dezembro, o Rubro-Negro pode perder o efeito suspensivo que possibilita que os torcedores assistam ao jogo do ginásio. Contudo, Fischer, Lelê, Humberto e Pedrinho Rava, atualmente contundidos, podem estar recuperados para disputar a final.

Em contato com o Globoesporte.com, o presidente da Federação de Basquete do Estado do Rio de Janeiro (FBERJ), Álvaro Lionedes, confirmou que não recebeu nenhuma resposta do Flamengo até o fechamento do expediente desta sexta-feira e não quis se precipitar se a partida pode ser feita em dezembro.

- Tenho que ver a alegação do Fla para essa data. Em mãos, até o hora do término do expediente, não tinha chegado nada. Eles podem ter mandado algo para a Federação. Deve haver alguma argumentação (para uma data tão longe). Não digo que sim, nem que não, porque você está me dando essa informação. Deve ter alguma justificativa. No regulamento, fala que se não der (para realizar a partida) no dia, tem que ser remarcado. Hoje e amanhã era uma coisa impossível, temos que ver a partir de segunda-feira.

Fonte: GE

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top