GuidePedia


Seis rodadas para o fim, seis pontos de vantagem do líder Palmeiras sobre o Flamengo, oito para o Atlético-MG e nove para o Santos. A maior vantagem da equipe que liderou o Brasileirão até aqui por 23 rodadas. Nunca um time na história dos pontos corridos chegou à 32ª rodada com tal distância para o segundo colocado e perdeu o título. Com 67 pontos, o Palmeiras só pontuou menos nesta parte do campeonato do que Fluminense-2012 (69), Cruzeiro-2013 (68) e Corinthians-2015 (70). Campanhas todas parecidas. Só algo fora da curva vai tirar a taça do Alviverde, há 15 rodadas sem perder. Mas é futebol. Seria improvável o líder perder o posto, mas não seria absurdo. E quais são as contas agora?
A comissão técnica do Palmeiras trabalha com a meta de mais três vitórias para ser campeão: 76 pontos. É muito provável que seja mesmo (matemáticos calculam em 97% as chances de se garantir o Brasileirão com os 76). Os outros torcem por tropeços do Verdão e já sabem que o teto de pontuação, com campanha impecável na reta final, não ultrapassa muito o número que o líder projeta.
O Flamengo, se vencer todos seus jogos, chegará a 79 pontos. Teria de ser perfeito, com a tabela mais complicada entre os quatro primeiros. Uma campanha excelente e muito acima do que tem feito, com cinco vitórias, o levaria aos 76 de Cuca. Se o Atlético-MG for 100% daqui até o fim, fará 77, apenas um ponto a mais da meta alviverde. O Santos só pode chegar a 76 pontos. Há confrontos diretos entre todos, então, é impossível que os três consigam tal façanha. Só um deles terá condições de, sendo perfeito, bater a meta e obrigar o Palmeiras a conseguir mais pontos.
Enquanto os três que caçam o líder precisam da perfeição por tal “pontuação de campeão”, o Verdão chegará lá com 50% de aproveitamento (hoje o time tem 70% – quase 80% no returno). É difícil falar em “tabela fácil” numa reta final de Brasileirão, com desgaste físico e exigência mental no limite. O jogo Palmeiras 2×1 Sport foi a prova disso. Mas na teoria dá para dizer que o melhor caminho é o do Galo, que tem dois confrontos diretos contra líder e vice-líder em seus domínios. Também tem uma Copa do Brasil para disputar simultaneamente.
Arriscaria de dizer que o Palmeiras, no domingo, teve seu pior desempenho na série de 15 jogos invicto. Sofreu além da conta e poderia ter saído atrás no placar se o árbitro tivesse marcado pênalti claro de Mina. A questão é que o Flamengo também despencou seu desempenho, o Atlético-MG sofre fora de casa e o Santos também não encontra mais o futebol redondo de pouco tempo atrás. Difícil imaginar qualquer um dos quatro “jogando bem” agora. Vai valer a concentração, dedicação e resultado. O Palmeiras, pelo o que conquistou, é o que tem mais margem para errar e chegar a uma alta pontuação.
Em 2009, o Flamengo era o sexto colocado na 32ª rodada, seis pontos atrás do Palmeiras (57 a 51, hoje está em 67 a 61). Foi um campeonato fora da curva, em que o líder tinha dez pontos a menos do que tem o atual. A vantagem para o vice-líder São Paulo era de apenas dois pontos. O Fla foi campeão há sete anos com 67 pontos, mesma pontuação que o Palmeiras já tem a seis rodadas do fim.
Líderes na 32ª rodada do Brasileirão (com 20 clubes):

2006 – São Paulo – 64 pontos (5 pts do Inter)
2007 – São Paulo – 67 pontos (11 pts do Palmeiras)
2008 – Grêmio – 59 pontos (empatado com São Paulo)
2009 – Palmeiras – 57 pontos (2 pts do São Paulo)
2010 – Fluminense – 57 pontos (empatado com Cruzeiro)
2011 – Corinthians – 58 pontos (empatado com Vasco)
2012 – Fluminense – 69 pontos (6 pts do Atlético-MG)
2013 – Cruzeiro – 68 pontos (13 pts do Atlético-PR)
2014 – Cruzeiro – 64 pontos (5 pts do São Paulo)
2015 – Corinthians – 70 pontos (8 pts do Atlético-MG)

O que falta para eles:

1º) Palmeiras – 67 pontos
Santos (fora)
Inter (casa)
Atlético-MG (fora)
Botafogo (casa)
Chapecoense (casa)
Vitória (fora)

2º) Flamengo – 61 pontos
Atlético-MG (fora)
Botafogo (casa)
América-MG (fora)
Coritiba (casa)
Santos (casa)
Atlético-PR (fora)

3º) Atlético-MG – 59 pontos
Flamengo (casa)
Coritiba (fora)
Palmeiras (casa)
Santa Cruz (fora)
São Paulo (casa)
Chapecoense (fora)

4º) Santos – 58 pontos
Palmeiras (casa)
Ponte Preta (fora)
Vitória (casa)
Cruzeiro (fora)
Flamengo (fora)
América-MG (casa)

Fonte: Lance/Blog do Salata

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top