GuidePedia

Diego volta ao time contra o São Paulo


A eliminação do Flamengo na Copa Sul-Americana colocou um ponto final no sonho de conquistar um título internacional, mas abre a possibilidade de dar um refresco para um time que tem dado evidentes sinais de fadiga. Sem estádio próprio, o Rubro-negro jogou apenas três das 56 partidas deste ano na Região Metropolitana do Rio. Daqui para frente, a previsão é a de que o elenco ganhe mais folgas, para que a recuperação mental seja acelerada.

— O Flamengo é um time de alta mobilização, de pegada. O perfil de jogo do time leva os atletas a ficarem mais cansados. O cansaço nos jogos contra Cruzeiro e Palestino foi evidente. Agora, poderemos dar mais tempo de folga aos jogadores — afirmou Daniel Gonçalves, preparador físico do clube.

Com 11 jogos do Brasileiro pela frente, a ideia é a de que ocorra uma diminuição da carga semanal de treinos para os jogadores.

O planejamento prevê que as avaliações sejam feitas de forma individualizada, para que a comissão técnica disponha de dados mais precisos sobre as condições físicas de cada atleta do elenco. No momento de escalar um time misto contra o Palestino, por exemplo, houve o entendimento de que seria impossível disputar as duas competições sem a utilização de todo o elenco rubro-negro.

— Pelo planejamento, era necessário rodar o time. Qual o preço? Colocar uma quantidade de atletas que não vêm jogando. Tínhamos consciência disso — explicou Daniel Gonçalves.

Mas se o Flamengo seguisse até a decisão da competição continental, o calendário permitiria apenas uma semana livre só para os treinamentos. Agora, o técnico Zé Ricardo terá cinco semanas inteiras para treinar a equipe e ganhará tempo para a recuperação de todos entre uma partida e outra.

Fonte: Extra 

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top