GuidePedia


Nesta terça-feira, o técnico da seleção olímpica que conquistou o ouro na Rio 2016, Rogério Micale, foi ao Ninho do Urubu, local de treinamentos do Flamengo, para bater um papo com o Zé Ricardo e a diretoria rubro-negra. O motivo da visita foi para conseguir a liberação de jogadores que possam integrar a seleção sub-20, também comandada por Micale, durante as férias. Depois, o comandante bateu um papo com o SporTV.

A seleção brasileira vai disputar o Quadrangular de Seleções, no Chile, em outubro, torneio que servirá de preparatório para o Sul-Americano sub-20. De acordo com Micale, o que o fez continuar comandando a equipe de base foi a oportunidade de poder construir um trabalho, que começa no próximo mês, com o sub-20, e termina em 2020, com a seleção olímpica.

- Vou iniciar um projeto com a sub-20 que vai terminar com a seleção olímpica em Tóquio em 2020. Então é um projeto que se inicia, que vai ter um meio e um final. Isso para quem trabalha no futebol é um sonho. É o nosso sonho de poder construir um trabalho, desenvolvê-lo e terminá-lo - disse ele, que começará no próximo dia 2 os treinos para o torneio contra Uruguai, Chile e Equador.

Apesar de estar iniciando a preparação, Micale admite que tomou cuidado com as convocações para não prejudicar as equipes que disputam o Campeonato Brasileiro e disse que foi ao Flamengo para liberar atletas para estarem com a seleção durante as férias, já que o Sul-Americano da categoria começa no início de janeiro.

- Sempre acontece porque nunca queremos prejudicar um clube que está em um momento importante da competição. E aproveitamos para ampliar a lista de jogadores que nós temos. Fomos lá porque temos um planejamento no final do ano, quando vamos treinar durante o período de férias dos jogadores. E fomos passar isso aos clubes. Vamos visitar todos os clubes que puderem ceder jogadores a seleção para informar a situação - afirmou.

Neste quadrangular, que vai de 12 a 16 de outubro, Micale terá com auxiliar Eduardo Barroca, campeão do Campeonato Brasil sub-20 pelo Botafogo na última semana. O comandante ressaltou a importância do intercâmbio de ideias com outros treinadores, tanto de equipes, quanto com Tite.

- Nós queremos abrir a seleção brasileira para o nosso treinador, para que ele conheça aquilo que está sendo feito aqui. Para que possa vir aqui e sugerir. Ter troca de ideias. Já fizemos isso com o Jardine (do São Paulo), agora o Barroca e, posteriormente com outros treinadores. (Micale e Tite) Conversamos diariamente praticamente. Já tivemos uma reunião técnica em que sentamos e definimos um tema e trocamos ideias. Cada um fala do seu ponto de vista - concluiu.

Fonte: SporTV

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top