GuidePedia


A pouco mais de um mês da data prevista para a entrega do Maracanã pelo Comitê Rio 2016 a negociação para encerrar o atual contrato de concessão continua, e não tem data para terminar. Consultada pelo blog, a concessionária que administra o estádio afirmou que houve avanço nas conversas para a rescisão com o Governo do Estado do Rio de Janeiro - o que espera que aconteça de forma amigável. Mas, ainda assim, não há qualquer garantia de que a questão seja resovida até 30 de outubro, data em que a organização da Olimpíada tem de liberar a arena. Dessa forma, é provável que o estádio seja de fato devolvido para a concessionária que, contudo, demitiu a maior parte do seu staff. O governo já anunciou que fará uma nova licitação.

A empresa não respondeu ao questionamento sobre o seu quadro de funcionários, mas, sem a rescisão assinada, permanece com a obrigação sobre a operação. E afirmou, através de assessoria, que a cumprirá. 

- A Concessionária Maracanã informa que houve avanço nas tratativas com o Poder Concedente, mas a rescisão do contrato ainda não está assinada. A Concessionária acredita numa rescisão amigável.

A Casa Civil, por sua vez, também não deu detalhes sobre como será a operação a partir do dia em que o Maracanã for devolvido pelo Rio 2016, mas deixou claro que, se o contrato não for rescindido até o dia 30, a concessionária continuará "a cargo" da administração:

- As negociações entre o Estado e a Concessionária continuam. O Governo do Estado contratou a Fundação Getúlio Vargas para elaboração da modelagem do processo licitatório de outorga dos serviços de gestão, operação e manutenção do Complexo Maracanã. O Complexo está sob responsabilidade do Comitê Rio 2016 até o dia 30 de outubro. Após esse período, a administração continua a cargo da Concessionária - disse a assessoria do órgão.

Fonte: GE/Bastidores FC

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top