GuidePedia


A decisão da Conmebol em ampliar o formato da Copa Libertadores a partir de 2017 foi vista com bons olhos também no viés financeiro. Especialista em Análise Financeira da Academia LANCE!, Amir Somoggi apontou que a idealização de um formato para o ano inteiro traz boas perspectivas:

- Soa como positiva a iniciativa da Conmebol. A Copa Libertadores deixará de ficar limitada a um semestre, o que enfraquecia a valorização de sua marca, e fazia a América do Sul ter tantas diferenças quanto à Europa em relação aos grandes torneios. Neste novo formato, semelhante à da Liga dos Campeões, a marca da Libertadores promete ficar mais valorizada, com bons jogos. Isto tende a valorizar também os jogadores.

Porém, Somoggi faz um alerta visando os próximos anos:

- Depois desta iniciativa, a Conmebol precisa desenvolver o marketing para valorizar ainda mais a competição. A Libertadores não pode ficar refém da total falta de segurança que impera há décadas nos jogos entre clubes sul-americanos.


O consultor de marketing e gestão esportiva também diz que a entidade tem a grande chance de tornar a Libertadores mais viável:

- Atualmente, a competição é deficitária, marcada por premiações muito inferiores ao prejuízo que os clubes têm com as viagens. Em uma mudança como esta, é fundamental que as premiações aumentem a cada fase.

Somoggi ainda valorizou o fato de a decisão ocorrer em campo neutro, e jogo único e a preparação para o Mundial de Clubes:

- O jogo único pode ser interessante, é válido que seja em campo neutro tecnicamente. Já para o Mundial, a equipe tem mais chance de não ter uma debandada ao fim da Libertadores, como acontecia nas edições anteriores da competição.

Fonte: Lance

Curta nossa página no Facebook:http://migre.me/tbpub
Siga-nos no Twitter:http://migre.me/tbpub


 
Top